Escolha as suas informações

Covid - 19. Governo já transferiu 16,5 milhões de euros para micro-empresas e independentes
Luxemburgo 2 min. 09.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid - 19. Governo já transferiu 16,5 milhões de euros para micro-empresas e independentes

Covid - 19. Governo já transferiu 16,5 milhões de euros para micro-empresas e independentes

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 2 min. 09.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid - 19. Governo já transferiu 16,5 milhões de euros para micro-empresas e independentes

Redação
Redação
Os cerca de cinco mil euros a fundo perdido foram atribuídos a 3300 candidatos.

A Direcção-Geral dos Trabalhadores Independentes já transferiu  16,5 milhões de euros para micro-empresas e trabalhadores independentes. Em apenas oito dias, cerca de 3300 candidaturas já receberam o apoio de cinco mil euros, a fundo perdido.

No contexto da crise do Covid-19, a Direcção-Geral das Classes Médias criou este fundo de emergência para as micro - empresas e para os trabalhadores independentes, que prevê uma ajuda financeira imediata não reembolsável de 5.000 euros. 

Até este momento, foram feitos cerca de 14.600 pedidos. Destes, 4.800 pedidos foram tratados e mais de 400 questões foram respondidas electronicamente. 

Em apenas oito dias, cerca de 3.300 candidatos já receberam assistência financeira, o que equivale a uma transferência de 16,5 milhões de euros.

O ministro das Classes Médias, Lex Delles, sublinha que "prestamos apoio financeiro imediato às empresas muito pequenas, bem como aos trabalhadores independentes". São geralmente os mais vulneráveis a acontecimentos imprevisíveis, como o Covid-19, razão pela qual é essencial reagir rápida e eficazmente, sublinha.

A Direcção-Geral das Classes Médias processou assim cerca de 4.800 processos em oito dias e pode pagar 16,5 milhões de euros a micro-empresas e trabalhadores independentes.

O Governo sublinha que cerca de 1 900 candidaturas foram devolvidas por estarem  incompletas.  Cada candidato deve satisfazer simultaneamente três critérios. Ser uma empresa independente com uma autorização de estabelecimento válida emitida pela Direcção-Geral das Pequenas e Médias Empresas e ter no máximo 9 trabalhadores. Para além disso, este apoio destina-se apenas às empresas e aos trabalhadores independentes que tiveram de interromper a sua actividade após a entrada em vigor do regulamento grão-ducal de 18 de Março de 2020 que criou o Estado de Emergência que criou uma série de medidas de luta contra a Covid-19.

 Além disso, a empresa candidata ou o trabalhador independente deve ter atingido um volume de negócios anual de, pelo menos, 15 000 euros. A Direcção-Geral das Pequenas e Médias Empresas (DGME) anuncia igualmente que acelerou o pagamento dos pedidos de auxílio ao investimento das pequenas e médias empresas (PME), a fim de atenuar os potenciais problemas de liquidez. Neste contexto, foram pagos cerca de 4 milhões de euros às PME. Qualquer pequena ou média empresa que pretenda realizar um projecto de investimento destinado a promover a criação, expansão, diversificação e alteração fundamental do processo de produção é elegível para auxílios ao investimento

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas