Escolha as suas informações

Covid-19. Dez em cada 15 internados nos cuidados normais não tinham tomado a vacina
Luxemburgo 2 min. 13.10.2021
Balanço semanal

Covid-19. Dez em cada 15 internados nos cuidados normais não tinham tomado a vacina

Balanço semanal

Covid-19. Dez em cada 15 internados nos cuidados normais não tinham tomado a vacina

AFP
Luxemburgo 2 min. 13.10.2021
Balanço semanal

Covid-19. Dez em cada 15 internados nos cuidados normais não tinham tomado a vacina

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Nos cuidados intensivos mais de metade dos hospitalizados, na semana passada, também não estava vacinada. Entre os infetados, a disparidade entre vacinados e não-vacinados é menor.

Na última semana, 10 em cada 15 doentes internados com covid-19, nos cuidados normais, não tinham tomado a vacina anti covid - cinco tinham o programa de vacinação completo, refere o balanço semanal do Governo. Além destes, três em cada cinco pacientes nos cuidados intensivos, internados na semana de 4 a 10 de outubro, não estavam vacinados.

No período em análise, registaram-se duas novas mortes associadas à covid-19, embora nos hospitais a evolução dos internamentos tenha abrandado ligeiramente, com 15 novas admissões de doentes infetados nas unidades de cuidados normais e cinco nos cuidados intensivos, menos três por comparação com os oito da semana anterior. A idade média dos pacientes internados aumentou de 56 para 57 anos, refere o relatório.   

Na semana de 4 a 10 de outubro registou-se um aumento do número de pessoas infetadas, de 591 para 675 casos (+14%), assim como do número dos contactos próximos identificados, que passou de 2.827 para 3.540 casos (+25%).


Luxemburgo regista nova morte por covid-19 e 163 infetados
Com o novo óbito confirmado esta quarta-feira sobe para 838 o número total de vítimas da covid-19, no Luxemburgo, desde o início da pandemia.

Entre as 675 novas infeções, 364 correspondiam a pessoas que não foram vacinadas (53,9%), enquanto as restantes 311 tinham o calendário de vacinação completo (46,1%).

O número de testes PCR realizados durante a semana de 4 a 10 de outubro subiu de 14.621 para 15.544, tendo 12 pessoas comunicado resultado positivo para testes rápidos de antigénios (RAT), em comparação com 10 na semana anterior. Não houve nenhuma infeção reportada através de autoteste, entre 4 e 10 de outubro.   

A 10 de outubro, o número de infeções ativas era de 1.115, uma ligeira descida face às 1.200 registadas a três de outubro. Já o número de pessoas curadas aumentou de 76.571 para 77.159. 

A idade média das pessoas diagnosticadas com covid-19 subiu de 29,1 para 32,7 anos. 

Incidência aumenta em todos os grupos etários menos nos 0-14 anos

Para o período abrangido pelo relatório, a taxa de reprodução efetiva (RT eff) manteve-se estável em 0,99, face a 1,05 na semana anterior, enquanto a taxa de positividade para todos os testes realizados (prescrições, rastreio de contactos) aumentou ligeiramente, de 4,04% para 4,34, bem como a taxa de positividade para testes realizados com prescrição.

Já a taxa de incidência aumentou para 106 casos por 100.000 habitantes em sete dias, por comparação com os 93 casos por 100.000 habitantes na semana anterior. 

Em comparação com a semana anterior, a taxa de incidência aumentou em todos os grupos etários, exceto no das crianças dos 0-14 anos, onde desceu (-17%). 

O maior aumento foi registado entre os que têm 75 anos ou mais (+71%), seguido dos segmentos dos 15-29 anos (+37%) e 35-44 anos (+33%). 

Apesar da descida, a maior taxa de incidência acumulada continua a registar-se entre as crianças de 0-14 anos, com 167 casos por 100.000 habitantes. As taxas de incidência mais baixas são registadas nos grupos etários 60-74 e 75+.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas