Escolha as suas informações

Clientes podem ser identificados com braceletes para vacinados, testados ou recuperados
Luxemburgo 26.07.2021
Covid-19

Clientes podem ser identificados com braceletes para vacinados, testados ou recuperados

Covid-19

Clientes podem ser identificados com braceletes para vacinados, testados ou recuperados

Luxemburgo 26.07.2021
Covid-19

Clientes podem ser identificados com braceletes para vacinados, testados ou recuperados

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
A ministra da Saúde defende que a exposição de quem foi vacinado, curado ou testado, através da cor de uma bracelete, não viola a proteção de dados.

É um caso polémico. Os deputados do partido Pirata Sven Clement e Marc Goergen denunciaram numa questão parlamentar o caso de uma festa em que os clientes receberam uma bracelete à entrada com uma cor específica para as pessoas que estavam vacinadas, outra cor para quem estava recuperado e ainda cores diferentes para quem apresentou teste negativo ou autoteste no local.

Questionada se este caso pode ser visto como uma violação das regras de proteção de dados, a ministra da Saúde respondeu aos deputados que os organizadores de eventos e donos de estabelecimentos têm o direito de certificar quem foi vacinado, testado ou curado.


Aplicação 'CovidCheck' verifica se o certificado digital é válido em outros países
A nova funcionalidade da aplicação CovidCheck permite ao utilizador certificar-se que o certificado digital está em conformidade com as regras emitidas por outros países.

Além disso, e segundo a ministra, podem diferenciar essas pessoas e que se isso passar pelo uso de pulseiras, então podem fazê-lo. No entanto, Lenert refere que se alguém se sente tratado de maneira contrária à lei, pode apresentar queixa e os tribunais irão decidir o que poderá acontecer depois.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas