Escolha as suas informações

Cerca de 160 mil certificados CovidCheck já foram emitidos
Luxemburgo 10.06.2021
Covid-19

Cerca de 160 mil certificados CovidCheck já foram emitidos

Covid-19

Cerca de 160 mil certificados CovidCheck já foram emitidos

Luxemburgo 10.06.2021
Covid-19

Cerca de 160 mil certificados CovidCheck já foram emitidos

Redação
Redação
Estes certificados facilitarão a circulação porque serão lidos em todos os países da UE através de um código QR.

O certificado CovidCheck é um documento gratuito, anuncia Paulette Lenert. A ministra da Saúde luxemburguesa revela que haverá três elementos neste certificado: o estado de vacinação, a recuperação da covid-19 e os testes efetuados.

A nível europeu, estes certificados facilitarão a circulação porque serão lidos em todos os países da UE através de um Código QR. "Mas também noutros países", anunciou a ministra, referindo-se à Suíça, por exemplo. 

A posse deste documento não isenta de certas medidas, mas vai "simplificar a vida", diz Paulette Lenert. 

No Luxemburgo, oficialmente a partir de 13 de Junho, os hotéis e restaurantes podem adoptar o sistema CovidCheck e, portanto, pedir aos clientes uma das três informações. Um certificado que também funcionará no acesso a eventos desportivos e culturais. 

As pessoas que foram vacinadas antes de 10 de Junho receberam um certificado manual e uma cópia foi colocada no espaço pessoal através do MyGuichet. Os testes PCR negativos também estarão disponíveis no MyGuichet a partir de 13 de Junho. 

O certificado recebido no momento da vacinação (formato A4) continha apenas um código QR nacional. O novo será legível a nível europeu, diz Marc Hansen, ministro da Digitalização, que também esteve presente na conferência de imprensa.

 A aplicação CovidCheck é simplesmente um leitor dos códigos QR para verificar a sua validade e poderá ser descarregada da AppleStore ou Google Play, gratuitamente. A app digitaliza o certificado e mostra um resultado (vermelho ou verde) para verificar as situações. O certificado de vacinação deve indicar a vacina recebida (Moderna, Pfizer, AstraZeneca, etc.), mas também o número de doses injectadas.  

A partir de hoje, todos os testes PCR serão transmitidos também neste formato. As pessoas que tiverem um certificado datado antes de 10 de Junho receberão um novo documento. Até à data, foram reemitidos 160.000 certificados. De acordo com os dados de Marc Hansen, "2%" dos certificados podem ser inválidos quando impressos. Para contornar isto, tem de ir a MyGuichet, dar o seu número de registo e solocitar que seja enviado um novo certificado.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas