Escolha as suas informações

Covid-19. Centro de testes rápidos do Findel já está a funcionar
Luxemburgo 02.01.2021 Do nosso arquivo online

Covid-19. Centro de testes rápidos do Findel já está a funcionar

Covid-19. Centro de testes rápidos do Findel já está a funcionar

Foto: Gerry Huberty
Luxemburgo 02.01.2021 Do nosso arquivo online

Covid-19. Centro de testes rápidos do Findel já está a funcionar

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
A partir de hoje, quem chegar ao aeroporto do Luxemburgo também pode optar por fazer um teste rápido. Saiba como vai funcionar.

Os passageiros que chegarem hoje ao aeroporto do Findel já podem realizar um teste rápido de rastreio à covid-19 .

A partir deste sábado serão oferecidos testes rápidos de antigénio a todos os passageiros que chegam ao aeroporto do Luxemburgo, e que podem ser realizados nas instalações da estrutura num novo centro criado para o efeito. 

A medida destina-se sobretudo aos que regressam de férias do estrangeiro e vem assim complementar a possibilidade já disponibilizada anteriormente de fazer um teste PCR de forma gratuita. 

Qualquer um dos testes é voluntário.

O que tem de saber se quiser fazer um teste no aeroporto

À chegada ao Aeroporto do Luxemburgo, os passageiros recebem um voucher na recolha de bagagem para realizarem um teste a covid-19. Quem optar pelo teste rápido pode sair imediatamente do aeroporto e aguardar o resultado por SMS no prazo de três horas. "Se o resultado do teste for positivo, o passageiro será contactado pelas autoridades com mais instruções", refere a informação do Findel.


Covid-19. Testes rápidos no Findel a partir de sábado
Ambos os testes continuam a ser gratuitos e podem ser realizados numa base voluntária.

A nova estação de testes rápidos foi montada na atual saída da sala de partidas e é operada em parceria com o Laboratório Nacional da Saúde. 

Os que preferirem os teste PCR deverão dirigir-se ao centro localizado à saída da sala das chegadas.   

O horário de abertura das estações de testes baseia-se no horário de chegada dos voos para que todos os passageiros possam utilizar o serviço.

Segundo a informação do aeroporto, a taxa de participação atual nos testes PCR no Findel é, em média de cerca de 30%, esperando-se que com os testes rápidos adicionais essa taxa seja mais elevada, "especialmente durante as horas de ponta com maior tráfego de passageiros".


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas