Escolha as suas informações

Covid-19. Câmara dos Ofícios quer estratégia do governo para saída da crise
Luxemburgo 07.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Câmara dos Ofícios quer estratégia do governo para saída da crise

Covid-19. Câmara dos Ofícios quer estratégia do governo para saída da crise

Foto: Lex Kleren
Luxemburgo 07.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Câmara dos Ofícios quer estratégia do governo para saída da crise

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Programa de estabilização apresentado pelo executivo começa a ser insuficiente, considera organismo.

A Câmara dos Ofícios (Chambre des Métiers, em francês) quer mais medidas diretas para ajudar as empresas a sobreviver às dificuldades económicas provocadas pela pandemia da covid-19 e pede ao governo que elabore o mais rapidamente possível uma estratégia de saída da crise. 

Num comunicado enviado às redações, o organismo lembra que a 3 de abril o primeiro-ministro, Xavier Bettel, fez saber que o regresso à vida normal no Luxemburgo não vai acontecer de um dia para o outro. Algo que o setor do artesanato compreende, mas a instituição lembra que as empresas têm cada vez mais dificuldades.  


Luxemburgo. Mais de 73 mil trabalhadores já estão no desemprego parcial
Quase 7000 empresas no Luxemburgo foram obrigadas a encerrar temporariamente ou reduzir os seus horários devido à crise do covid-19.

Para o organismo, cada semana que passa, em que as empresas estão fechadas, significa uma perda considerável de dinheiro, tornando-se cada vez mais caro relançar as atividades. Essa estratégia tem de conter, segundo a Câmara dos Ofícios, medidas a médio e a longo prazo. 

Segundo a Câmara dos Ofícios, o programa de estabilização apresentado pelo executivo foi bem recebido pelas empresas, mas começa a ser insuficiente, face ao prolongamento das medidas de confinamento. 

Note-se que a indústria manufatureira é apelidada no Luxemburgo de "artesanato" e abrange 121 atividades que englobam trabalhos manuais em setores tão diversificados como o da alimentação, moda, saúde, mecânica, construção e comunicação.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Câmara de Comércio apresenta plano de recuperação
Reforçar a competitividade da economia, apostar no investimento público, apoiar o emprego, promover a inovação e desenvolver um sistema fiscal atrativo são algumas das ideias para assegurar uma recuperação sustentável favorável das empresas.
Para a Câmara do Comércio, o Estado deve manter os investimentos públicos