Escolha as suas informações

As mais de 12 mil pessoas que se inscreveram na lista da Janssen já receberam convite
Luxemburgo 12.07.2021
Covid-19

As mais de 12 mil pessoas que se inscreveram na lista da Janssen já receberam convite

Covid-19

As mais de 12 mil pessoas que se inscreveram na lista da Janssen já receberam convite

Foto: AFP
Luxemburgo 12.07.2021
Covid-19

As mais de 12 mil pessoas que se inscreveram na lista da Janssen já receberam convite

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Os jovens e menos jovens a partir de 18 anos têm a possibilidade de se inscrever em várias listas para acederem à vacinação contra a covid-19.

Os jovens e menos jovens a partir de 18 anos têm a possibilidade de se inscrever em várias listas para acederem à vacinação contra a covid-19. Uma das listas é para receber a vacina Janssen, a única em que só é preciso uma dose para estar completamente inoculado. Em duas semanas, mais de 12.400 pessoas inscreveram-se nessa lista, sendo que todas já receberam um convite com um código para poderem fazer a sua marcação.

Esta informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde, na sua Newsletter semanal. Fica-se ainda a saber que atualmente os adolescentes nascidos antes de 2006 também já receberam o seu convite para participar na campanha de vacinação, isso diz respeito aos jovens de 15 anos de idade.

Os jovens entre os 12 e 17 anos estão a ser chamados desde início do mês de julho. Para o Ministério da Saúde isto marca uma nova etapa na campanha de vacinação, num momento em que a variante Delta (antiga indiana) se espalha rapidamente no país. Segundo as autoridades, as vacinas atualmente disponíveis mostram-se eficazes contra esta e outras variantes que circulam atualmente no Grão-Ducado.

Note-se ainda que os jovens com menos de 18 anos só são vacinados com a vacina da BionTech/Pfizer, uma vez que esta é a única que até à data recebeu o aval da Agência Europeia do Medicamento (EMA) para ser administrada em menores.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou a 23 de julho o uso da vacina anticovid-19 da Moderna para crianças dos 12 aos 17 anos na União Europeia (UE), sendo este o segundo fármaco aprovado pelo regulador europeu para esta faixa etária, após a Pfizer, da BioNTech.