Escolha as suas informações

Covid-19. As interações têm de ser reduzidas ao mínimo nas próximas três semanas
Luxemburgo 23.11.2020

Covid-19. As interações têm de ser reduzidas ao mínimo nas próximas três semanas

Covid-19. As interações têm de ser reduzidas ao mínimo nas próximas três semanas

Foto: Guy Wolff
Luxemburgo 23.11.2020

Covid-19. As interações têm de ser reduzidas ao mínimo nas próximas três semanas

Diana ALVES
Diana ALVES
O anúncio foi feito hoje pelo primeiro-ministro, Xavier Bettel, que não afastou a hipótese de um confinamento total se a situação não acalmar.

As novas medidas de combate à pandemia deverão entrar em vigor na quinta-feira. O anúncio foi feito hoje pelo primeiro-ministro, Xavier Bettel, que não afastou a hipótese de um confinamento total se a situação não acalmar.

O líder do Executivo sublinhou que se trata de restrições da vida normal, graves para as pessoas afetadas, mas alertou que as interações têm de ser reduzidas ao mínimo durante as próximas três semanas. Com mais de 500 infeções diárias ao longo dos últimos dias, o nível de contaminação permanece elevado, embora os números não tenham disparado.O primeiro-ministro frisou que o país não pode chegar a uma situação em que não há camas nos cuidados intensivos.Assim sendo, cafés, restaurantes, teatros e cinemas deverão encerrar ainda esta semana.Em casa, o número de convidados permitidos vai ser reduzido de 4 para 2.

"Não podemos apontar o dedo a um setor", diz ministra da Saúde

"Não podemos apontar o dedo a um setor porque não sabemos onde é que as pessoas se contaminam". São palavras da ministra da Saúde, Paulette Lenert, proferidas esta tarde na conferência de imprensa na qual, minutos antes, o primeiro-ministro confirmou que as novas medidas restritivas entram em vigor na quinta-feira.


Dois são dois. Ministra aconselha famílias com filhos a ficar em casa
O limite de convidados em casa passa de quatro para dois.

Lenert especificou que o setor da Horesca não é um “hotspot”, mas é um local onde as interações sociais são significativas. O mesmo acontece em casa, segundo o alerta da ministra. "Não é porque os restaurantes estão fechados que devemos organizar jantares em casa". A ministra da Saúde lançou um apelo para que as pessoas não recebam visitas em casa se isso não for necessário, pedindo que se preste atenção aos mais velhos e sublinhando que esta não é altura para organizar ajuntamentos.

Cafés, restaurantes, cinemas e teatros fecham na quinta-feira, numa tentativa de travar o alastramento da pandemia. Lenert vincou que as lojas continuarão abertas, mas apelou à prudência.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas