Escolha as suas informações

Covid-19. Alemanha abre fronteiras para familiares e cônjuges do Luxemburgo
Luxemburgo 26.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Alemanha abre fronteiras para familiares e cônjuges do Luxemburgo

Covid-19. Alemanha abre fronteiras para familiares e cônjuges do Luxemburgo

Photo : Pierre Matgé
Luxemburgo 26.04.2020 Do nosso arquivo online

Covid-19. Alemanha abre fronteiras para familiares e cônjuges do Luxemburgo

Redação
Redação
Os casais em que um viva no Grão-Ducado e outro no lado alemão já podem estar juntos de novo, tendo sido autorizada a passagem na fronteira alemã. Mas só quer for casado pelo civil.

 A Alemanha decidiu atenuar o controlo nas fronteiras com o Luxemburgo permitindo agora certas entradas no país, que antes estavam proibidas.

É o caso de casais em que um resida no Luxemburgo e outro na Alemanha e que até agora não se podiam juntar, pois os controlos fronteiriços não consideravam estas visitas uma razão válida para autorizar a passagem.

O mesmo se aplicava a familiares próximos, filhos, pais que não podiam visitar os seus entrequeridos residentes no lado alemão, se estes não estivessem doentes, com outras patologias além covid-19.


Confiança empresarial na Alemanha cai para mínimos históricos em abril
Segundo o instituto alemão Ifo, o sentimento das empresas é catastrófico e estas nunca estiveram tão pessimistas em relação aos meses vindouros.

Abrir exceções para famílias

O Ministério Federal alemão do Interior anunciou agora que decidiu alterar estas regras e autorizar a entrada nestes casos, ao longo das suas fronteiras, segundo a rádio alemã SR1.

No entanto, apenas os casais, casados oficialmente, podem fazê-lo. O cônjuge terá de mostrar a certidão de casamento às autoridades fronteiriças para que lhe seja permitido entrar. Sem este papel, a simples justificação de visita ao companheiro (a) não é válida.

A autorização para familiares e pessoas casadas foi decidida a 17 de abril, mas só agora foi comunicada publicamente, pelo porta-voz do ministério numa conferência de imprensa sexta-feira, em Berlim.

"Decidimos abrir exceções para certos grupos de pessoas", no controlo fronteiriço alemã, declarou Steve Alter, citado pela SR1 assumindo que nas últimas semanas houve decisões diferentes e mal compreendidas nas fronteiras. "Agora reajustámos a medida e esclarecemos esses casos", disse Alter.

"Passo a passo até à normalidade"

O porta-voz do Ministério Federal do Interior declarou que este novo decreto não foi comunicado aos estados federais porque estes “não estão envolvidos operacionalmente nos controles de fronteira. Os controles de fronteira são realizados pela polícia federal”.


Ministro dos Negócios Estrangeiros critica não ter sido informado de fecho de fronteiras alemãs
Jean Asselborn apelou a mais solidariedade europeia e entre regiões vizinhas, avisando que se a crise durar poderá "custar-nos o euro".

Esta abertura já foi elogiada pelo Secretário de Estado e Representante para os Assuntos Europeus do Sarre, Roland Theis: "Passo a passo, queremos voltar à nossa normalidade transfronteiriça".

No entanto, os familiares e cônjuges que residam na Alemanha não estão autorizados a passar a fronteira francesa, que continua encerrada, mesmo para estas situações familiares. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.