Escolha as suas informações

Covid-19. 6000 estudantes vão ser testados para o regresso às aulas
Luxemburgo 3 min. 28.04.2020

Covid-19. 6000 estudantes vão ser testados para o regresso às aulas

Covid-19. 6000 estudantes vão ser testados para o regresso às aulas

Lex Kleren
Luxemburgo 3 min. 28.04.2020

Covid-19. 6000 estudantes vão ser testados para o regresso às aulas

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
O ministro da Educação apelou aos alunos a voluntariarem-se para os testes de despistagem que já decorrem. E também aos professores. Em prol da segurança sanitária nas escolas.

O ministro da Educação pediu hoje aos estudantes para realizarem os testes de despistagem à infeção pela covid-19, que são anónimos e voluntários e começaram hoje a decorrer junto desta população.

Para a semana, o objetivo é testar 6000 alunos e 1500 professores das escolas do país, declarou este governante numa conferência conjunta com a ministra da Saúde, Paulette Lenert. Uma medida essencial para o governo saber se o calendário escolar tem de ser repensado.

"Se nos testarmos a todos, protegemo-nos a todos", vincou o ministro da Educação, Claude Meisch, na conferência de imprensa desta manhã. Também os professores e funcionários das escolas se devem oferecer para se submeterem ao teste.

Com a reabertura das escolas a partir de 4 de maio, o governante pediu, sobretudo, aos alunos dos últimos anos, nesta primeira fase, para se voluntariar e realizarem o teste. Para a reabertura das escolas poder ser feita com “a maior segurança possível” ao nível da saúde pública.

Foto: Shutterstock

Estes testes já estão a ser realizados por um laboratório e o primeiro balanço é positivo. "Muitos estudantes e professores reagiram ao nosso convite e voluntariaram-se para serem testados", disse Claude Meisch. 

Trata-se de um test PCR (polymerase chain reaction) gratuito em que se colhe uma amostra nasal. Quem acusar negativo pode continuar nas aulas pois não representa um risco para esta população.  

 As crianças contagiam ou são mais infetadas?

Ao nível da educação existe uma questão fundamental que tem de ser investigada nesta pandemia.


Petição que exige retoma escolar só em setembro ultrapassa as 4.500 assinaturas
A petição número 1550 ultrapassou as 4 500 assinaturas em apenas um dia e vai a debate no Parlamento.

"São as crianças que contagiam os adultos ou os adultos que infetam as crianças?", questionou o ministro da Educação. "Temos de encontrar resposta a esta questão, através da realização destes testes".

O novo coronavírus é um vírus do qual ainda não se sabe muito, embora os primeiros estudos apontem para que as crianças sejam na maior parte dos casos portadoras assintomáticas. Através dos testes pode-se saber com maior rigor se são os alunos ou os adultos, professores e outros funcionários, quem é mais responsável pela propagação do vírus nas escolas.

E se uma criança for testada na escola e der posivito? "Quando isso acontecer, a criança irá ficar em quarentena em casa, em isolamento e a inspeção sanitária irá telefonar a todos quantos contactaram com a criança, nomeadamente os colegas da escola e os professores", respondeu a ministra da Saúde Paulette Lenert.

Toda a população do país será testada

Na conferência de imprensa desta terça-feira, o governo anunciou também a intenção de testar toda a população do Luxemburgo, através de testes de despistagem em pessoas com sintomas e testes proativos nas outras pessoas que podem ser assintomáticas mas estarem infetadas. A ministra da Saúde, Paulette Lenert revelou que o executivo planeia realizar 20 mil testes por dia à população, já a partir de 19 de maio. A confirmação da infeção nas pessoas assintomáticas é importante para combater a propagação da pandemia. E para o desconfinamento em segurança, explicou Lenert.


“Pais é que devem decidir se filhos até seis anos regressam à escola em maio”
O presidente da Representação Nacional de Pais do Luxemburgo já apresentou esta medida ao ministro da Educação. Há uma nova petição contra a reabertura das escolas a decorrer no site oficial.

Estas análises irão ser faseadas e recolhidas nos vários setores, sendo consideradas fundamentais para o desconfinamento da população do Grão-Ducado. Quem der positivo irá ser colocado em quarentena, quer estiver sem infeção pode recomeçar a fazer a sua vida, gradualmente.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas