Escolha as suas informações

Covid-19. 40% das causas de infeção não conseguem ser determinadas no Luxemburgo
Luxemburgo 22.10.2020

Covid-19. 40% das causas de infeção não conseguem ser determinadas no Luxemburgo

Covid-19. 40% das causas de infeção não conseguem ser determinadas no Luxemburgo

Foto: Pierre Matgé/Luxemburger Wort
Luxemburgo 22.10.2020

Covid-19. 40% das causas de infeção não conseguem ser determinadas no Luxemburgo

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Cerca de 40% das infeções que ocorrem no Luxemburgo não conseguem ser rastreadas. O dado foi avançado pela ministra da Saúde, Paulette Lenert, em comissão parlamentar da saúde.

Cerca de 40% das infeções que ocorrem no Luxemburgo não conseguem ser rastreadas, ou seja, não é possível determinar onde a pessoa se infetou. Em resposta a um dos deputados da oposição - que queria ter mais pormenores sobre a forma como as pessoas se infetam, nomeadamente jovens entre 10-19 anos e 20-29 anos -Lenert não conseguiu prestar grandes esclarecimentos. A ministra disse apenas que 40% das causas de infeção não conseguem ser determinadas, ou seja, grande parte delas.

A ministra da Saúde revelou ainda que para já não há conhecimento de grandes focos de contaminação (clusters), confirmando que dois lares para idosos tiveram uma série de casos, mas que agora a situação parece estar controlada. 


A “situação é muito grave" e "fiquem em casa o mais tempo possível", pede a ministra
416 novos casos em apenas 24 horas, estas são as infeções registadas hoje. Esta semana, as infeções aumentaram 50% em relação à anterior: 1280 novos casos em sete dias. Há mais duas vítimas mortais a registar. A ministra da saúde lança o apelo à população.

Relativamente ao aumento de casos registados nos últimos dias, Paulette Lenert voltou a frisar que o aumento é inquietante, mas que as autoridades já esperavam este crescimento no outono.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas