Escolha as suas informações

Costa reúne-se com Portas no fim da ronda de contactos partidários
Luxemburgo 09.01.2015 Do nosso arquivo online
PS/CDS

Costa reúne-se com Portas no fim da ronda de contactos partidários

António Costa encontra-se hoje com Paulo Portas
PS/CDS

Costa reúne-se com Portas no fim da ronda de contactos partidários

António Costa encontra-se hoje com Paulo Portas
Foto: Lusa
Luxemburgo 09.01.2015 Do nosso arquivo online
PS/CDS

Costa reúne-se com Portas no fim da ronda de contactos partidários

O secretário-geral dos socialistas, António Costa, vai reunir-se hoje com o líder do CDS-PP, Paulo Portas, no final de uma semana de contactos que já o levou às sedes do PSD, BE, PCP e Verdes.O líder do PS reuniu-se também esta semana com as centrais sindicais, representantes das confederações da indústria, comércio e turismo e com o presidente do Supremo Tribunal de Justiça.

O primeiro encontro com os partidos com assento parlamentar aconteceu na segunda-feira, com o PSD. No final do encontro, o porta-voz social-democrata, Marco António Costa, revelou ter proposta ao líder socialista a criação de uma "plataforma de diálogo permanente".

António Costa rejeitou esta plataforma de diálogo permanente proposta pelo PSD antes das eleições, alegando discordar das políticas do Governo e considerar que os portugueses devem pronunciar-se primeiro sobre uma alternativa em eleições.

Já no encontro com o BE, a porta-voz bloquista, Catarina Martins, criticou a "indefinição" e os silêncios" do PS, enquanto o candidato a primeiro-ministro socialista rejeitou o tradicional conceito de "arco da governação", que exclui as forças políticas à esquerda.

Na terça-feira, foi a vez do encontro com o secretário-geral do PCP, com Jerónimo de Sousa a defender a necessidade de uma rutura efetiva face às atuais políticas e não apenas em termos de declarações de intenções, criticando soluções tipo aspirina.

Já os "Verdes", na quarta-feira, saudaram a "simpatia" da direção do PS liderada por António Costa por tratar todos os partidos por igual, mas criticam os socialistas por pretenderam apenas gerir a dívida e agradar a "gregos e 'troikanos'".

Na sequência da sua eleição como secretário-geral do PS a 23 de novembro e do Congresso do PS de 29 e 30 de novembro, António Costa iniciou uma série de encontros institucionais, tendo-se reunido com a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, a 9 de dezembro, com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, dois dias depois, para apresentação de cumprimentos e com o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, no Palácio de Belém, a 17 de dezembro.


Notícias relacionadas

Impasse político
Marcelo Rebelo de Sousa marcou as eleições legislativas para o próximo dia 30 de Janeiro. Neste século, é a quarta vez que Portugal vai a eleições antecipadas. Escolhendo esta data, o presidente da República decretou igualmente o impasse político mais longo destes 20 anos. Desde o chumbo do OE, serão 95 dias de vazio político. A crise mais longa tinha ocorrido em 2001, quando António Guterres se demitiu depois da “débâcle” nas autárquicas.
O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva recebe esta tarde o secretário-geral do PS, António Costa, que, antes de ir a Belém, terá ainda encontros com o BE e o PAN.