Escolha as suas informações

Cooperação: Luxemburgo e Cabo Verde assinam protocolos no valor de 30 milhões de euros
Luxemburgo 3 min. 02.06.2016

Cooperação: Luxemburgo e Cabo Verde assinam protocolos no valor de 30 milhões de euros

Luís Filipe Tavares e Romain Schneider qualificam as relações entre Luxemburgo e Cabo Verde como exemplares

Cooperação: Luxemburgo e Cabo Verde assinam protocolos no valor de 30 milhões de euros

Luís Filipe Tavares e Romain Schneider qualificam as relações entre Luxemburgo e Cabo Verde como exemplares
Foto: MNE
Luxemburgo 3 min. 02.06.2016

Cooperação: Luxemburgo e Cabo Verde assinam protocolos no valor de 30 milhões de euros

Luxemburgo e Cabo Verde assinaram esta quinta-feira três protocolos de acordo bilateral no valor de 30 milhões de euros. O montante disponibilizado pela cooperação luxemburguesa, incluído no quarto Programa Indicativo de Cooperação, vai ser aplicado no orçamento sectorial, emprego e empregabilidade, e no sector da água e saneamento.

Luxemburgo e Cabo Verde assinaram esta quinta-feira, à margem da reunião da 16a Comissão de Parceria, três protocolos de acordo bilateral no valor de 30 milhões de euros. O montante disponibilizado pela cooperação luxemburguesa, incluído no quarto Programa Indicativo de Cooperação (PIC IV), vai ser aplicado no orçamento sectorial, emprego e empregabilidade, e no sector da água e saneamento.

Orçado em 10 milhões de euros, o dobro do previsto inicialmente, o apoio ao orçamento sectorial vai permitir à cooperação luxemburguesa reforçar o seu papel de "liderança" no sector da formação e inserção profissional em Cabo Verde.

"Cabo Verde é o primeiro e único país a receber este apoio" do Luxemburgo, incluído no PIC IV de 45 milhões de euros, "o que mostra as fortes ligações entre os dois países e o sinal de amizade e parceria que datam desde 1993", lembrou o ministro da Cooperação e Acção Humanitária, Romain Schneider, durante a assinatura dos protocolos com o ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares.

Outro dos protocolos assinados, também no valor de 10 milhões de euros, visa reforçar a empregabilidade e o emprego no arquipélago, sobretudo os jovens e as mulheres em formação profissional.

"A Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde [financiada pelo Luxemburgo] formou já perto de 400 jovens e praticamente 100% deles estão empregados", exemplificou Luís Filipe Tavares, lembrando que a cooperação luxemburguesa "tem tido impacto na economia cabo-verdiana".

"É um exemplo de boa cooperação entre um país da União Europeia e um país africano. Estamos orgulhosos com os resultados concretos e positivos", acrescentou o ministro cabo-verdiano.

Os protocolos foram assinados esta quinta-feira na cidade do Luxemburgo
Os protocolos foram assinados esta quinta-feira na cidade do Luxemburgo
Foto: MNE

O terceiro protocolo incluído no PIC IV prevê quatro milhões de euros para o Fundo de Apoio a Infra-estruturas de Água e Saneamento (FASA) e cerca de cinco milhões para o programa de apoio ao sector da água e saneamento CVE/082.

O PIC IV foi assinado a 12 de Março de 2015 em Santo Antão, aquando da visita do Grão-Duque Henri a Cabo Verde, e a sua implementação prolonga-se de 2016 a 2020. Este programa indicativo no valor de 45 milhões de euros inclui ainda um quarto eixo, que já está em fase de andamento: as energias renováveis.

Cabo Verde tem em curso um programa ligado às renováveis, em que pretende atingir os 100% de produção de energia através de centrais eólicas e parques fotovoltaicos, percentagem que, actualmente, atinge valores entre os 25% e 30%. 

Para tal conta desde o ano passado com o Centro de Formação Profissional para as Energias Renováveis e Manutenção Industria (CERMI), que custou 7,7 milhões de euros, totalmente financiado pela Cooperação Luxemburguesa.

Além da assinatura dos três protocolos, os dois governos assinaram um memorando de entendimento, juntamente com as agências de cooperação bilaterais luxemburguesas LuxDev e ADA e mais duas organizações multilaterais com o objectivo de reforçar a coordenação.

Bettel recebeu o novo ministro dos Negócios Estangeiros de Cabo Verde
Bettel recebeu o novo ministro dos Negócios Estangeiros de Cabo Verde
Foto: SIP

XAVIER BETTEL LEMBRA AMIZADE ENTRE OS DOIS PAÍSES

No último dia da sua visita de trabalho ao Grão-Ducado, Luís Filipe Tavares foi ainda recebido no Hotel de Bourgogne pelo primeiro-ministro luxemburguês, com quem abordou as relações bilaterais entre os dois países e temas da actualidade internacional.

Sobre a cooperação entre os dois Estados, Xavier Bettel lembrou que as relações "são baseadas na amizade, confiança e solidariedade".

"Esta é uma parceria forte e sólida a longo prazo. O Luxemburgo quer aprofundar ainda mais as relações, incluindo o intercâmbio entre o sector privado, a cooperação no domínio das energias renováveis e também o intercâmbio cultural", acrescentou Bettel.

Luís Filipe Tavares, que se fez acompanhar ao Luxemburgo por uma delegação de representantes dos ministérios da Economia, Negócios Estrangeiros, Finanças e Ambiente, esteve ainda reunido esta quarta-feira com a comunidade cabo-verdiana no Château de Bettembourg, onde as vítimas do massacre de Monte Tchota foram recordadas com um minuto de silêncio.

Entre os temas mais debatidos estiveram os problemas alfandegários, a crise nos TACV, os apoios culturais e a relação de proximidade entre os serviços públicos cabo-verdianos e os emigrantes.

Henrique de Burgo

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Entrevista ao MNE de Cabo Verde: Cooperação continua a ser prioridade nas relações entre Cabo Verde e Luxemburgo
As relações entre o novo governo de Cabo Verde e o Luxemburgo vão continuar a ser marcadas pela cooperação. A garantia foi dada ontem pelo novo ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades do arquipélago, à chegada ao Grão-Ducado. Luís Filipe Tavares, que tem família no Luxemburgo há mais de 40 anos, chegou a jogar futebol com os conterrâneos no país, nos anos 80, quando estudada em França.
Luís Filipe Tavares é o primeiro membro do novo governo do MpD a visitar o Luxemburgo
Bettel fez visita guiada ao primeiro-ministro de Cabo Verde que terminou no Palácio... da China
Na última visita ao Luxemburgo de José Maria Neves enquanto primeiro-ministro, Xavier Bettel recebeu o governante cabo-verdiano como se recebem os amigos. O protocolo deu lugar à informalidade e o primeiro-ministro luxemburguês fez mesmo de cicerone ao seu homólogo cabo-verdiano, numa visita guiada à capital em passo de corrida, "para abrir o apetite" para o almoço oferecido por Bettel num restaurante chinês.