Escolha as suas informações

Convites para a fase 5 começam a ser enviados esta semana
Luxemburgo 2 min. 07.04.2021 Do nosso arquivo online

Convites para a fase 5 começam a ser enviados esta semana

Convites para a fase 5 começam a ser enviados esta semana

Foto: Gerry Huberty/Luxemburger Wort
Luxemburgo 2 min. 07.04.2021 Do nosso arquivo online

Convites para a fase 5 começam a ser enviados esta semana

Catarina OSÓRIO
Catarina OSÓRIO
Se tem entre 55 e 64 anos ou menos de 55 mas está exposto a um risco acrescido de contrair covid-19 esta notícia é para si.

As autoridades de saúde luxemburguesas vão começar a enviar esta semana os primeiros convites para a fase 5 do programa de vacinação contra a covid-19. Esta fase inclui pessoas entre os 55 e os 64 anos. Numa primeira fase vão ser enviadas convocatórias para os mais velhos dentro desta faixa etária e seguem-se depois as outras onde também se incluem residentes com menos de 55 anos mas "expostos a um risco acrescido" de contrair a doença, refere esta quarta o Executivo em comunicado.

Entre estes fatores incluem-se gravidez, diabetes, tensão arterial elevada ou obesidade. Como habitualmente as convocatórias serão enviadas por correio com instruções detalhadas sobre como fazer a marcação num dos centros de vacinação. O local da toma pode ser escolhido pelos pacientes. 

Já as pessoas com menos de 55 anos de idade mas com os fatores de risco mencionados acima poderão também inscrever-se para esta fase através do médico de clínica geral ou médico especialista a partir de 8 de abril e receberão posteriormente um convite por correio, acrescenta o Ministério da Saúde.

Segunda oportunidade para pessoas da fase 3 que não foram vacinadas 

Os residentes que foram convidados para a fase 3 (entre os 70 e 74 anos de idade) e que não tomaram a vacina terão uma segunda oportunidade para o fazer pós o final da fase 4, prestes a terminar. Os interessados podem inscrever-se entre 12 e 18 de abril numa lista de espera criada para o efeito no portal MyGuichet.lu e ligar para o número de apoio à marcação: (+352) 247-65533, esclarece ainda a informação divulgada pelo Executivo.

O Luxemburgo dispõe atualmente de cinco centros de vacinação, abertos de segunda a sábado, das 7h às 19h. Dois localizados na capital, e um em Esch-sur-Alzette, um em Ettelbruck e um outro em Mondorf-les-Bains. Um quinto vai abrir em Sandweiler a partir de 12 de abril. Todos os residentes dispõem ainda de uma linha direta para assistência personalizada à marcação da toma da vacina contra a covid-19: (+352) 247-65533


(FILES) In this file photo taken on March 5, 2021 registered nurse Florisa N. Lingad holds a Johnson & Johnson Janssen Covid-19 vaccine at a vaccination center established at the Hilton Chicago O'Hare Airport Hotel in Chicago, Illinois. - Brazil approved the emergency use of the Janssen vaccine against COVID-19, of single dose, on March 31, 2021. It is the fourth vaccine authorized by the country which is going through the most lethal phase of the pandemic. (Photo by KAMIL KRZACZYNSKI / AFP)
Vacina Janssen deverá chegar ao Grão-Ducado na próxima semana
Toma única é uma das vantagens do fármaco da Johnson & Johnson em relação às outras três vacinas já administradas no país.

O plano de vacinação contra a covid-19 conta com seis fases no total e arrancou em dezembro passado. Esta semana o país ultrapassou a barreira das 100 mil doses administradas das três vacinas disponíveis: Moderna, AstraZeneca e Pfizer/BioNTech. Na próxima semana deverá juntar-se uma quarta, a Janssen, da farmacêutica americana Johnson & Johnson. 

Desde 2 de abril que o Luxemburgo possui um certificado de vacinação. O documento tem como objetivo comprovar a toma da vacina no âmbito da campanha de vacinação organizada pelo Governo e pode ser descarregado online através do portal MyGuichet.lu. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Sem "influência direta" no mercado e na chegada das vacinas ao Grão-Ducado, o Governo admite que "ainda não é possível apontar uma data" para a imunização de, pelo menos, 70% dos residentes. A Universidade do Luxemburgo diz que é possível fazê-lo em três meses. Basta que 2.700 pessoas sejam vacinadas por dia.
Lokales, Impfzentrum Esch Belval, maison des matériaux, Gebäude Nord Foto: Luxemburger Wort/Anouk Antony