Escolha as suas informações

Empresa Guy Thomas à beira da falência pode atirar 45 trabalhadores para o desemprego
Luxemburgo 19.09.2017 Do nosso arquivo online
Construção

Empresa Guy Thomas à beira da falência pode atirar 45 trabalhadores para o desemprego

Dos 45 trabalhadores afetados dois são franceses e o resto são portugueses
Construção

Empresa Guy Thomas à beira da falência pode atirar 45 trabalhadores para o desemprego

Dos 45 trabalhadores afetados dois são franceses e o resto são portugueses
Foto de arquivo: Maurice Fick
Luxemburgo 19.09.2017 Do nosso arquivo online
Construção

Empresa Guy Thomas à beira da falência pode atirar 45 trabalhadores para o desemprego

A empresa do setor da construção civil Guy Thomas está à beira da falência, afetando 45 trabalhadores. Em causa estão "desequilíbrios financeiros". Este poderá ser o mais recente caso de falência depois da insolvência da PC Armatures, que afetou 50 trabalhadores.

A empresa do setor da construção civil Guy Thomas está à beira da falência. Em causa estão "desequilíbrios financeiros". De acordo com a secretária-sindical da LCGB, Liliana Bento, 45 trabalhadores poderão cair no desemprego.

"Quatro chefes de equipa receberam esta manhã uma mensagem por SMS de que a empresa fez o pedido de insolvência. O pedido foi feito pela empresa e não pelos credores", disse ao Contacto Liliana Bento, acrescentado que a declaração de insolvência poderá ser anunciada nos próximos dias, depois do falhanço nas negociações com potenciais investidores.

Ao todo, 45 trabalhadores poderão ir para o desemprego devido a "desequilíbrios financeiros" da empresa Guy Thomas, "uma empresa com mais de 40 anos" sediada em Dahlem.

Deste número, "há dois franceses e o resto são portugueses", todos com salário do mês de agosto em atraso.

A verificar-se a insolvência, os trabalhadores irão ainda receber uma compensação indemnizatória.

Sobre o futuro dos trabalhadores, Liliana Bento diz que pode não ser tão negro porque "aprenderam a fazer de tudo nesta empresa" e que poderão vir a ser contratados por outras empresas, que estão à procura de mão-de-obra especializada.

Este poderá ser o mais recente caso de falência depois da insolvênca da PC Armatures, que afetou 50 trabalhadores.

Henrique de Burgo

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A falência da empresa TC Constructions vai atirar 70 trabalhadores para o desemprego. Há também uma dezena de funcionários, que já tinha pedido demissão, à espera dos salários em atraso.
O setor da construção civil emprega perto de 20 mil trabalhadores no Luxemburgo, sendo 80% de origem portuguesa.
30 postos de trabalho em perigo
A empresa de construção civil BConstruct, com sede em Crauthem, está à beira da falência. Segundo a central sindical LCGB, 30 trabalhadores poderão ir para o desemprego.