Escolha as suas informações

Construção civil: OGBL e LCGB exigem aumentos salariais
Luxemburgo 16.02.2018 Do nosso arquivo online

Construção civil: OGBL e LCGB exigem aumentos salariais

O setor da construção civil emprega perto de 20 mil trabalhadores no Luxemburgo, sendo 80% de origem portuguesa.

Construção civil: OGBL e LCGB exigem aumentos salariais

O setor da construção civil emprega perto de 20 mil trabalhadores no Luxemburgo, sendo 80% de origem portuguesa.
Foto: Shutterstock
Luxemburgo 16.02.2018 Do nosso arquivo online

Construção civil: OGBL e LCGB exigem aumentos salariais

As negociações para a renovação do contrato coletivo dos trabalhadores do setor da construção civil continuam num impasse. Após vinte meses e quatro rondas negociais, sindicatos e patrões continuam longe do consenso.

As negociações para a renovação do contrato coletivo dos trabalhadores do setor da construção civil continuam num impasse. Após vinte meses e quatro rondas negociais, sindicatos e patrões continuam longe do consenso. 

Os empresários admitem aumentos de 0,7% nos salários mínimos, mas a OGBL e a LCGB rejeitam esse valor, alegando que isso deixaria de fora 70% dos trabalhadores, que auferem ordenados intermédios nos escalões.

As duas maiores centrais sindicais do país estão unidas na reivindicação de melhores condições para os trabalhadores que exercem uma atividade fisicamente muito exigente e que deixa sequelas em muitos operários. Por essa razão, opõem-se à flexibilização dos horários de trabalho.

Num contexto económico positivo – graças ao investimento público – as centrais sindicais exigem um aumento de 1,5% nos salários reais, para os próximos três anos (2018, 2019 e 2020), com retroatividade (2016 e 2017).

O setor da construção civil emprega perto de 20 mil trabalhadores no Luxemburgo, sendo 80% de origem portuguesa.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas