Escolha as suas informações

Conflito na Síria: Xavier Bettel diz que mais sanções contra Rússia não é solução
Luxemburgo 21.10.2016

Conflito na Síria: Xavier Bettel diz que mais sanções contra Rússia não é solução

Xavier Bettel com o presidente francês François Hollande e a primeira-ministra britânica Theresa May no Conselho Europeu desta quinta-feira

Conflito na Síria: Xavier Bettel diz que mais sanções contra Rússia não é solução

Xavier Bettel com o presidente francês François Hollande e a primeira-ministra britânica Theresa May no Conselho Europeu desta quinta-feira
Foto: Reuters
Luxemburgo 21.10.2016

Conflito na Síria: Xavier Bettel diz que mais sanções contra Rússia não é solução

Os chefes de Estado e de Governo da União europeia condenaram esta quinta-feira os bombardeamentos do regime sírio e da Rússia em Aleppo. A UE não descarta novas sanções contra a Rússia, mas o primeiro-ministro Xavier Bettel diz que não é a melhor solução.

Os chefes de Estado e de Governo da União europeia condenaram esta quinta-feira os bombardeamentos do regime sírio e da Rússia em Aleppo. A UE não descarta novas sanções contra a Rússia, mas o primeiro-ministro Xavier Bettel diz que não é a melhor solução.

"Não se deve pensar sempre que as sanções são a solução, elas não tiveram resultado na Ucrânia. [...] Sei que alguns países querem sanções diretas, mas para mim as sanções são a última opção a tomar, caso não haja outra escolha. Para já estamos numa situação em que todos somos perdedores", disse Bettel depois de afirmar que o que aconteceu na Síria "é inaceitável, condenável".

O primeiro-ministro luxemburguês apelou à reflexão dos seus pares no Conselho Europeu, instando à discussão antes de se falar em sanções.

No entanto, para a UE a adoção de novas sanções contra a Rússia devido à sua intervenção no conflito sírio está em aberto.

"Todas as opções estão abertas, incluindo novas medidas restritivas dirigidas a indivíduos ou entidades que apoiam o regime (de Damasco) se as atrocidades continuarem", refere a UE no projeto de conclusões da cimeira dos líderes dos 28.

No texto, os líderes da UE referem ainda que "o Conselho Europeu condena veementemente os ataques do regime sírio e dos seus aliados, nomeadamente a Rússia, a civis em Aleppo".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas