Escolha as suas informações

Começa o julgamento de assalto milionário a relojoaria luxemburguesa
Luxemburgo 2 min. 19.09.2022
Justiça

Começa o julgamento de assalto milionário a relojoaria luxemburguesa

Disfarçados de idosos, vários indivíduos entraram armados na relojoaria Goeres, no centro do Luxemburgo
Justiça

Começa o julgamento de assalto milionário a relojoaria luxemburguesa

Disfarçados de idosos, vários indivíduos entraram armados na relojoaria Goeres, no centro do Luxemburgo
Foto: Police grand-ducale
Luxemburgo 2 min. 19.09.2022
Justiça

Começa o julgamento de assalto milionário a relojoaria luxemburguesa

Simon MARTIN
Simon MARTIN
Os suspeitos do assalto, que aconteceu em março de 2018 e foi digno de um filme, comparecem esta segunda-feira a um tribunal de Lyon.

Na terça-feira, 20 de março de 2018, por volta das 11h15 da manhã, um bando de assaltantes preparava-se para levar a cabo o assalto do século na luxuosa joalharia e relojoaria Goeres, no centro do Luxemburgo.

Disfarçados de idosos, vários indivíduos entraram armados no estabelecimento, que vendia relógios Rolex e Patek Philippe, que custam geralmente entre 5.000 e mais de 80.000 euros cada um. O roubo aconteceu numa fração de segundo. Um dos dois assaltantes feriu um dos empregados da loja com um taser


Relojoaria de luxo assaltada no Luxemburgo
A relojoaria Goeres, na Rue Phillippe II, na capital do país, foi esta manhã assaltada por dois indivíduos encapuzados e armados, informou a polícia. O valor do roubo é desconhecido e os assaltantes continuam a monte.

Os dois assaltantes, com um carregamento avaliado em cerca de um milhão de euros, fugiram então à pressa. Pararam primeiro atrás de uma casa no boulevard Charles Marx para se livrarem do seu carro. Como noticiado, na altura, pelo Luxemburger Wort, tinham pulverizado o interior do veículo, registado no departamento francês de Rhône, com um extintor, a fim de apagarem os seus rastos. O plano foi, portanto, bem pensado pelos perpetradores.

Depois juntaram-se aos cúmplices noutro veículo com o objetivo de atravessar a fronteira e deixar o país. A parte mais difícil parecia ter sido feita pelos assaltantes, que conseguiram chegar à região de Lyon sem quaisquer problemas. No entanto, houve um grande obstáculo. Informada pelos seus colegas luxemburgueses, a polícia anti-gangue de Lyon tinha bloqueado a estrada na portagem de Villefranche-Limas.

Uma perseguição espetacular

A partir daí, começou uma intensa e espetacular perseguição da polícia aos criminosos. Foram trocados vários tiros entre os dois lados. Os indivíduos conseguiram finalmente fugir alguns quilómetros mais adiante para se refugiarem numa zona suburbana de Arnas, a cerca de 30 quilómetros de Lyon. 

Aí, fizeram uma família refém. Questionada na altura, a mãe explicou à France 3 Rhône-Alpes que os criminosos eram "relativamente respeitosos" e "não muito agressivos". A tomada de reféns e a fuga dos assaltantes terminou finalmente a meio da noite após a intervenção de uma unidade especial da polícia.

Desde então, este caso não tinha sido muito falado, exceto por uma tentativa de fuga de um dos assaltantes, que foi condenado a 18 meses de prisão. 


Um dos suspeitos do assalto a relojoaria luxemburguesa terá tentado fugir da prisão
Um dos suspeitos do assalto a relojoaria luxemburguesa terá tentado fugir da prisão

Nove pessoas vão a tribunal

Esta segunda-feira, o julgamento do assalto do Luxemburgo tem início no tribunal criminal de Lyon, segundo noticiou a Lyonmag, que acrescentou que está em causa um saque total estimado em dois milhões de euros.

Irão comparecer perante o tribunal nove pessoas. Os dois ladrões, na casa dos 30 anos, de Rilleux-la-Pape, nos subúrbios de Lyon, estão a ser acusados de "roubo em bando organizado, tentativa de assassinato de uma pessoa com autoridade pública, detenção, rapto e sequestro ou detenção arbitrária de reféns". 

Espera-se que o julgamento dure cerca de dez dias.

(Este artigo foi originalmente publicado na edição francesa do Luxemburger Wort.)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.