Escolha as suas informações

Centros de testes para trabalhadores não vacinados abrem esta sexta-feira
Luxemburgo 14.01.2022
Covid-19

Centros de testes para trabalhadores não vacinados abrem esta sexta-feira

Covid-19

Centros de testes para trabalhadores não vacinados abrem esta sexta-feira

Foto: AFP
Luxemburgo 14.01.2022
Covid-19

Centros de testes para trabalhadores não vacinados abrem esta sexta-feira

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Abertura tem como objetivo dar resposta mais rápida aos trabalhadores não vacinados ou vacinados parcialmente que necessitem de teste negativo para aceder ao local de trabalho. CovidCheck 3G obrigatório nas empresas entra em vigor a partir de 15 de janeiro.

Os cinco centros de testes à covid-19 geridos pelo Exército luxemburguês abrem portas esta sexta-feira, a tempo da introdução obrigatória do CovidCheck 3G nas empresas, a partir deste sábado, 15 de janeiro. 

Estes centros só vão estar acessíveis a quem necessita de CovidCheck para trabalhar e não podem ser usados por clientes que queiram aceder a restaurantes e cafés. Estes testes certificados são dirigidos a trabalhadores residentes e transfronteiriços que não têm a vacinação ou que ainda não a completaram a tempo da introdução obrigatória do 3G nas empresas. Estes testes são válidos durante 24 horas.  

Ao todo, são 200 militares operacionais no terreno, espalhados por cinco locais: LuxExpo Sul, em Kirchberg; no parque P&R sul, em Howald; no parque perto da rotunda Raemerich, em Esch-sur-Alzette; na zona industrial ZANO, em Fridhaff; e junto ao centro cultural de Junglinster.  

Estes centros de despistagem vão estar abertos até 28 de fevereiro. De segunda a quinta-feira, os interessados podem fazer teste entre as 6h e as 20h. Na sexta-feira, das 6h às 13h e das 16h às 20h. 

Ao sábado os centros estão abertos das 6h até às 10h e das 16h até às 20h. Já no domingo, abrem entre as 6h e as 10h e entre as 13h e as 20h. Note-se que os testes de antigénio são válidos durante 24 horas.

Tal como já tinha sido anunciado pelo Governo, quem já recebeu a primeira dose de vacina recebeu também vinte vales para aceder a testes rápidos certificados gratuitos, até a toma da segunda dose.   


Baixa médica para contornar CovidCheck no trabalho? Federação deixa o alerta
A Federação dos Artesãos teme que o número de licenças médicas aumente assim que o CovidCheck se tornar obrigatório no trabalho.

Segundo as novas regras, a partir de 15 de janeiro todos os trabalhadores são obrigados a apresentar um certificado de vacinação completa, um certificado de recuperação ou um certificado com teste negativo (PCR ou de antigénio) para aceder ao local de trabalho.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas