Escolha as suas informações

Centros comerciais cheios. Governo pede às pessoas para "agirem de forma responsável"
Luxemburgo 09.12.2020 Do nosso arquivo online

Centros comerciais cheios. Governo pede às pessoas para "agirem de forma responsável"

Centros comerciais cheios. Governo pede às pessoas para "agirem de forma responsável"

Foto: AFP
Luxemburgo 09.12.2020 Do nosso arquivo online

Centros comerciais cheios. Governo pede às pessoas para "agirem de forma responsável"

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Lex Delles pede às pessoas para evitarem "horas de ponta" quando estas, na teoria, não deveriam acontecer em tempo de confinamento.

Imagens dos centros comerciais com multidões têm gerado polémica nas redes sociais. Enquanto o Luxemburgo vive um confinamento parcial, com cafés e restaurantes fechados, as lojas permanecem abertas mas, ao que parece, as pessoas não acederam ao pedido da Ministra da Saúde, para "se limitarem ao essencial". 

No início de dezembro, por exemplo, as imagens falam por si. Filas para aproveitar as promoções mesmo contra as recomendações de um cliente por 10m2 nos centros comerciais.

O Ministro das Classes Médias, Lex Delles, reagiu à questao recentemente apelando às pessoas para que "se comportem de forma responsável" e "evitem horas de ponta" quando estas, na teoria, não deveriam acontecer em tempos de confinamento e teletrabalho.


"Assim não." Presidente da CGFP critica Governo e medidas anti-covid
O presidente da Confederação da Função Pública (CGFP) publicou esta segunda-feira nas redes sociais um desabafo em discordância com as medidas de contenção da pandemia tomadas pelo Executivo luxemburguês.

O apelo surge num momento em que se aproxima a época da corrida aos presentes de Natal. Segundo a RTL, novas medidas para evitar cenários como este podem ser introduzidas na revisão das medidas de restrição, a 15 de dezembro. Por exemplo, a contagem obrigatória de pessoas, a remoção de bancos em instalações comerciais ou a proibição de remoção de máscaras quando se está num restaurante (já é obrigatória em espaços públicos). 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.