Escolha as suas informações

Centro Hospitalar do Luxemburgo suspende visitas a pacientes
Luxemburgo 29.10.2020

Centro Hospitalar do Luxemburgo suspende visitas a pacientes

Centro Hospitalar do Luxemburgo suspende visitas a pacientes

Foto: Pierre Matgé/Luxemburger Wort
Luxemburgo 29.10.2020

Centro Hospitalar do Luxemburgo suspende visitas a pacientes

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O Centro Hospitalar do Luxemburgo (CHL) decidiu suspender as visitas aos pacientes hospitalizados, a partir desta quinta-feira. Numa nota informativa, a direção do hospital garante que esta é uma decisão difícil, mas necessária, para limitar a propagação do novo coronavírus.

No entanto, há exceções, nomeadamente para a Maternidade, a Kannerklinik e certos pacientes em situação crítica. Na maternidade, após o parto, será apenas autorizada a presença do pai, enquanto que na Kannerklinik só um dos dois país pode acompanhar a criança hospitalizada. Estas medidas são válidas até nova ordem.


Covid-19. Hospitais do país reorganizam-se e preparam-se para o pior
Urgências transferidas, cirurgias e atos médicos programados adiados e profissionais de saúde infetados. Os hospitais do país lutam contra a falta de pessoal e preparam-se para o aumento de doentes covid nesta fase crítica. Saiba o que muda no seu hospital.

 A partir de hoje, dia 29 de outubro, as visitas também vão deixar de ter autorização para entrar no Hospital Robert Shuman. A proibição estende-se aos três centros clínicos, a saber, ao Hospital de Kirchberg, à Fondation Hôpitaux, na Rue d'Anvers, e à clínica Saint Marie.  


Hospital Robert Schuman  

A partir de hoje também, as visitas vão deixar de ter autorização para entrar no Hospital Robert Shuman. A proibição estende-se aos três centros clínicos, a saber, ao Hospital de Kirchberg, à Fondation Hôpitaux, na Rue d'Anvers e à clínica Saint Marie. 

Em comunicado de imprensa, a administração do centro hospitalar explica que a medida tem como objetivo controlar a eventual transmissão do novo coronavírus, assim como "evitar um reconfinamento".


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas