Escolha as suas informações

Centro de vacinação em Kirchberg reabre
Luxemburgo 02.06.2021 Do nosso arquivo online
Covid-19

Centro de vacinação em Kirchberg reabre

Kirchberg.
Covid-19

Centro de vacinação em Kirchberg reabre

Kirchberg.
Foto:Guy Jallay/Luxemburger Wort
Luxemburgo 02.06.2021 Do nosso arquivo online
Covid-19

Centro de vacinação em Kirchberg reabre

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Após vários dias encerrado por falta de doses de vacinas covid-19, o centro de vacinação na LuxExpo, em Kirchberg, voltou a reabrir as portas esta quarta-feira.

Oo objetivo do sexto centro de vacinação do país era vacinar cerca de 95 mil pessoas por semana, mas com a escassez das vacinas só foi possível administrar 2.655 doses, tanto que o centro de Kirchberg esteve enverrado logo após a inauguração.

Segundo a edição francesa do jornal Wort, o adiamento das entregas de doses por algumas farmacêuticos logo após a abertura, forçou o encerramento temporário. O Luxemburgo espera receber mais de 110 mil doses de vacinas nos próximos dias, o que levou à reabertura do maior centro de vacinação do país, na LuxExpo. O horário de funcionamento é o mesmo que os restantes: das 07h às 19h, de segunda a sábado.

Os restantes centros de vacinação encontram-se na capital (dois centros), Esch-sur-Alzette, Mondorf-les-Bains e Ettelbruck. O Grão-Ducado encontra-se atualmente na fase 6, e última, da campanha de vacinação contra a covid-19, destinada à população residente entre os 16 e os 54 anos, a começar pelos mais velhos e mais vulneráveis dentro desta faixa etária. 


Vacinas covid-19 no estrangeiro são possíveis, mas Lenert diz que é preciso medir consequências
Rastreio dos efeitos secundários após a toma da vacina não é garantido no caso de um residente que decida ser vacinado noutro país, diz ministra da Saúde.

Existem atualmente quatro vacinas administradas no país, das farmacêuticas Moderna, Pfizer/BioNTech, Johnson & Johnson e AstraZeneca.

A última é administrada apenas às pessoas com mais de 55 anos ou que se tenham inscrito na lista de espera criada pelo Governo para residentes entre os 30 e os 54 anos.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas