Escolha as suas informações

Centro de vacinação de Esch/Belval encerra a 11 de setembro
Luxemburgo 2 min. 10.09.2021
Covid-19

Centro de vacinação de Esch/Belval encerra a 11 de setembro

Covid-19

Centro de vacinação de Esch/Belval encerra a 11 de setembro

Foto: Luxemburger Wort/Anouk Antony
Luxemburgo 2 min. 10.09.2021
Covid-19

Centro de vacinação de Esch/Belval encerra a 11 de setembro

Manuela PEREIRA
Manuela PEREIRA
Mais de 153 mil doses contra a covid-10 foram administradas no centro, num total de 770.501 em todo o país.

O Governo prossegue a desativação dos centros de vacinação. E a partir da próxima semana só restará o Hall Victor Hugo, em Limpertsberg. Depois do fecho dos centros de Kirchberg, Mondorf-les-Bains e Ettelbruck a 14 de agosto, e do Findel uma semana depois, é agora a vez do centro de Esch/Belval encerrar portas já no próximo sábado.

Mais de 153 mil doses contra a covid-19 foram administradas no centro de Esch/Belval, num total de 769.652 em todo o país. O Governo oferece atualmente quatro possibilidades de acesso à vacinação:

  • 1. Inscrição em listas de espera no site Impfen.lu ou em Guichet.lu que permitem escolher a 'marca' da vacina a ser administrada. Após a inscrição é enviado por correio um convite à vacinação com o agendamento que pode demorar dias ou semanas, consoante a disponibilidade da vacina desejada.
  • 2. Num dos 222 consultórios médicos de clínica geral e de pediatria que aderem à campanha de vacinação. Nestes casos a vacina é gratuita mas a consulta terá de ser paga com comparticipação posterior de 80% por parte da Caixa Nacional de Saúde). Veja aqui a lista de consultórios que oferece esta opção.
  • 3. Num dos autocarros de vacinação em digressão pelo país, sem necessidade de marcação prévia.
  • 4. No centro Victor Hugo, na cidade do Luxemburgo, sem agendamento. 

Gilbert Pregno, presidente do Conselho Consultivo dos Direitos Humanos no Luxemburgo.
"Nós, os vacinados e vocês, os não vacinados", uma sociedade dividida pelo fim dos testes PCR grátis
A obrigação dos residentes passarem a pagar os testes PCR à covid-19 vai provocar uma divisão social e afastar os mais desfavorecidos da vacinação, alerta ao Contacto o presidente da Comissão dos Direitos Humanos do Luxemburgo.

O Governo equaciona recorrer à medicina no trabalho para administrar a vacina num futuro próximo, e não descarta também vacinar as crianças maiores de 12 anos nas escolas, com o consentimento dos encarregados de educação. Para os estudantes maiores de idade, a vacinação espontânea e de proximidade na prática já acontece. Para os alunos universitários, o autocarro de vacinação vai estar no dias 17 e 20 de setembro no campus Belval, e no dia 22 no campus de Kirchberg. 

A vacinação é gratuita e voluntária, abrangendo residentes e trabalhadores transfronteiriços. O Luxemburgo administrou até ao momento 770.501 doses de vacinas contra a covid-19, sendo que 395.887 residentes maiores de 12 anos já têm o esquema vacinal completo. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas