Escolha as suas informações

Casos positivos aumentam 5% na última semana de fevereiro no Luxemburgo
Luxemburgo 2 min. 03.03.2021

Casos positivos aumentam 5% na última semana de fevereiro no Luxemburgo

Casos positivos aumentam 5% na última semana de fevereiro no Luxemburgo

AFP
Luxemburgo 2 min. 03.03.2021

Casos positivos aumentam 5% na última semana de fevereiro no Luxemburgo

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Mortalidade desceu, mas internamentos subiram entre os dias 22 e 28 do mês passado.

Na última semana de fevereiro, o número de casos de covid-19 aumentou 5%, no Luxemburgo.

Segundo o balanço semanal do Ministério da Saúde, o número de pessoas com testes positivos passou de 1.249 para 1.313 (+5,1%), entre 22-28 de fevereiro. Já o número dos contactos próximos identificados cresceu 13,5%, tendo-se situado nos 3.101, por comparação com os 2.766 da semana anterior. 

Na última semana do mês passado aumentou também o número de testes PCR, que passou de 60.716 para 64.276. 


Luxemburgo. Mais duas mortes e 267 infetados nas últimas 24 horas
Há mais de 100 pessoas hospitalizadas com a doença, 20 nos cuidados intensivos.

 A 28 de Fevereiro o número de infeções ativas era de 2.822, face às 2.697 de dia 21. 

Por outro lado, o número de pessoas curadas subiu de 50.842 para 52.019 e as mortes desceram, tendo sido contabilizados 12 óbitos, na última semana por comparação com 16 na semana anterior.

Internamentos sobem

O aumento de novos casos positivos começa a refletir-se nos internamentos, com os hospitais a registarem mais admissões por covid-19.

Houve 68 hospitalizações em cuidados normais e 18 em cuidados intensivos na semana de 22-28 de fevereiro, face 59 e 15, respetivamente, na semana anterior. 

RT diminui

Na última semana de fevereiro verificou-se também uma descida da taxa de reprodução (RT) efetiva, de 1,04% para 0,95%, enquanto a taxa de positividade em todos os testes realizados (prescrições, testes em grande escala, rastreio de contactos) permaneceu estável - 2,04%, comparando com 2,06% na semana anterior. 

Já a taxa de positividade para testes de prescrição, ou seja, para pessoas com sintomas, diminuiu para 5,43% face aos 5,87% na semana anterior. 

Taxa de incidência sobe nas crianças e nos jovens

 Na semana em análise, no mais recente boletim epidemiológico do governo, a taxa de incidência situou-se nos 210 casos por 100.000 habitantes, num período de sete dias, ligeiramente superior à anterior, em que, para igual período, foram registados 200 casos por 100 mil habitantes.

Entre 22 e 28 de fevereiro, os grupos etários dos 0-14 e  dos 15-29 foram os que registaram o maior aumento da taxa de incidência: mais 32% e  mais 12%, respetivamente. 

A maior diminuição foi registada na faixa dos 30-44, com uma descida de 10%. 

Em termos totais, o grupo etário dos 15-29 anos é o que acumula a maior taxa de incidência, enquanto a faixa dos 60-74 anos continua a ter a menor. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas