Escolha as suas informações

Casos de covid-19 ligados a regresso das férias
Luxemburgo 10.09.2020

Casos de covid-19 ligados a regresso das férias

Casos de covid-19 ligados a regresso das férias

Foto:Gerry Huberty/Luxemburger Wort
Luxemburgo 10.09.2020

Casos de covid-19 ligados a regresso das férias

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
O regresso de férias no estrangeiro continua a ser responsável por quase metade das novas infeções por coronavírus no Grão-Ducado, indica o balanço semanal do Ministério da Saúde.

Na semana entre 31 de agosto a 6 de setembro, o regresso de férias do estrangeiro foi a maior causa de novos casos positivos, divulgou o Ministério da Saúde na quarta-feira no boletim semanal da covid-19. Mais precisamente, foram 126 casos de infeção ligadas às férias fora do país num total 288.

"É necessário respeitar as instruções sanitárias mesmo durante as férias no estrangeiro", disse o ministério da saúde. Cinquenta e sete casos (20%) devem-se à contaminação intra-familiar e cinco casos (2%) estão relacionados com festas familiares ou de amigos, acrescenta ainda o ministério. 


Covid-19. Suíça retira Luxemburgo da lista de países de risco
O Governo da Suíça retirou o Luxemburgo da lista de países de alto risco de infeção por coronavírus, o que significa que a partir de agora os viajantes provenientes do Grão-Ducado ficam dispensados de quarentena à chegada ao território helvético.

Catorze casos provêm de quatro grupos de infeções ativas previamente identificadas em atividades de negócios, lazer ou ligados ao setor da Horesca. O país continua sem registo de mortos por covid-19 desde o dia 17 de agosto.

Ainda de acordo com o balanço semanal, o número de pessoas que deixaram de estar infetadas subiu de 5.983 para 6.256.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas