Escolha as suas informações

Brexit. Luxemburgo atribuiu licenças a 80 instituições financeiras em 2018
Theresa May e Xavier Bettel

Brexit. Luxemburgo atribuiu licenças a 80 instituições financeiras em 2018

AFP
Theresa May e Xavier Bettel
Luxemburgo 20.02.2019

Brexit. Luxemburgo atribuiu licenças a 80 instituições financeiras em 2018

Oitenta instituições financeiras obtiveram licença no ano passado para operar no Luxemburgo. Em causa estão empresas do setor financeiro que procuram permanecer no mercado europeu após o ‘Brexit’.

De acordo com o site International Investment, os reguladores luxemburgueses atribuíram licenças a um total de 80 bancos, seguradoras, fundos de investimento e outras empresas do setor ao longo do ano passado. 

 O número inclui as 47 instituições financeiras que já anunciaram publicamente a decisão de relocalizar as suas atividades devido à saída do Reino Unido da União Europeia (UE). 

Entretanto, várias outras terão decidido expandir as suas operações no Luxemburgo, embora esses projetos ainda não tenham sido tornados públicos. 

O setor dos seguros é um dos que tem demonstrado especial interesse pelo Grão-Ducado no pós-Brexit. Segundo as contas do site International Investment, são já 11 as seguradoras que decidiram trocar Londres pelo Luxemburgo. A AIG, a Liberty Mutual, a Hiscox, a Sompo e a Tokyo Marine são algumas das multinacionais que integram essa lista.

Diana Alves


Notícias relacionadas

Pierre Gramegna: Luxemburgo é "escolha natural" para empresas do pós-Brexit
O Luxemburgo está a tornar-se num sério concorrente na competição que está a surgir em muitos países europeus para atrair empresas, depois de o Reino Unido abandonar a União Europeia. De facto, houve já algumas empresas a revelarem interesse pelo país. Ministro das Finanças afirma que o Luxemburgo é "uma escolha natural".
O ministro das Finanças, Pierre Gramegna, deslocou-se a Singapura numa missão económica.