Escolha as suas informações

Bettel. Todos os residentes deverão receber convite para vacinação antes das férias de verão
Luxemburgo 2 min. 27.04.2021 Do nosso arquivo online

Bettel. Todos os residentes deverão receber convite para vacinação antes das férias de verão

Bettel. Todos os residentes deverão receber convite para vacinação antes das férias de verão

Foto: SIP/Luc Deflorenne
Luxemburgo 2 min. 27.04.2021 Do nosso arquivo online

Bettel. Todos os residentes deverão receber convite para vacinação antes das férias de verão

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Previsão ambiciosa foi traçada pelo Executivo a tempo das férias escolares.

O primeiro-ministro, Xavier Bettel, prevê que todos os residentes do Grão-Ducado recebam um convite para aceder à vacinação contra a covid-19 mesmo antes das férias de verão e das férias escolares que arrancam a 15 de julho.

Bettel afirmou que ele próprio voluntariou-se para receber a vacina da AstraZeneca, no âmbito da campanha lançada recentemente pelo Governo. A revelação foi feita esta segunda-feira durante o congresso do Partido Democrático (DP), que ocorreu esta segunda-feira de forma digital.

A lista de voluntários aberta na semana passada não para de crescer, e conta já com cerca de 26 mil residentes entre os 30 e os 54 anos inscritos. Os primeiros convites devem começar a ser enviados ainda esta semana, por ordem de inscrição no portal criado para o efeito. Ao mesmo tempo, o país prepara-se para entrar na fase 6, e última, da campanha de vacinação contra a covid-19, destinada aos residentes entre os 16 e os 54 anos.


Convites para a 'fase 6' de vacinação começam a ser enviados até ao final da semana
A sexta e última fase inclui a população residente entre os 16 e os 54 anos.

No congresso dos democratas, Bettel disse ainda que o Executivo aguarda um parecer do Conselho Nacional das Doenças Infeciosas do Luxemburgo com recomendações relativamente à administração da vacina Janssen. O fármaco esteve suspenso nos EUA devido a casos suspeitos de coágulos sanguíneos após a toma, mas o Luxemburgo decidiu continuar a administrar a vacina que chegou no final de março. 

Segundo o primeiro-ministro, o Governo poderá decidir se haverá limitações na toma da vacina, como é o caso atualmente com a vacina da AstraZeneca que é voluntária para pessoas entre 30 e 54 anos e obrigatória para os casos em que já foi tomada a primeira dose da vacina.


AstraZeneca voluntária para menores de 55 anos e obrigatória para segundas doses no Luxemburgo
A vacina contra a covid-19 da AstraZeneca vai continuar a ser utilizada no Luxemburgo, mas com algumas alterações.

No congresso do DP o primeiro ministro garantiu ainda que o país está pronto a vacinar rapidamente o máximo de pessoas possível. Tanto as infraestruturas como os profissionais da saúde estão prontos a vacinar "à volta de 90 mil pessoas ao mesmo tempo", desde que haja doses das vacinas à disposição, assegurou. 

Por fim, o líder do Executivo mantém a esperança de que as crianças e jovens possam também ser brevemente vacinadas contra a covid-19, lançando um apelo às farmacêuticas para que redobrem esforços para encontrar um fármaco seguro e que proteja esta faixa etária do vírus. Com vista ao "regresso a uma vida mais normal", rematou.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Na conferência de imprensa, o primeiro-ministro anunciou a criação de cinco centros de vacinação e diz que a vacina é voluntária, mas que espera que a grande maioria da população se vacine. Pretende dar o exemplo: "Vou vacinar-me quando chegar a minha vez"