Escolha as suas informações

Bettel. “Muito obrigada aos cidadãos por terem cumprido as regras no Natal”
Luxemburgo 2 min. 22.01.2021

Bettel. “Muito obrigada aos cidadãos por terem cumprido as regras no Natal”

Bettel. “Muito obrigada aos cidadãos por terem cumprido as regras no Natal”

Gerry Huberty
Luxemburgo 2 min. 22.01.2021

Bettel. “Muito obrigada aos cidadãos por terem cumprido as regras no Natal”

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
O primeiro-ministro agradeceu aos residentes no Luxemburgo pela sua responsabilidade na quadra festiva que permitiu que a situação da pandemia melhorasse no País.

“O Luxemburgo está a caminhar na boa direção, nas últimas duas semanas o número de infeções baixou. Esta semana tal como na semana passada a média diária foi de 137 infeções por dia. As hospitalizações também diminuíram. Existem agora 63 pacientes nos cuidados normais e 14 nos cuidados intensivos”, precisou o primeiro-ministro Xavier Bettel hoje na conferência de imprensa onde anunciou o prolongamento das medidas restritivas em vigor até ao dia 21 fevereiro.

O primeiro-ministro não tem dúvidas: A melhoria da situação da pandemia no Luxemburgo deve-se à implementação das medidas restritivas, mas também ao facto “da grande maioria dos cidadãos terem respeitado as medidas durante a quadra natalícia e no São. Silvestre. E eu sei que foi difícil”.


Restaurantes e cafés vão continuar fechados até 21 fevereiro
Todas as restrições atualmente em vigor permanecem até ao dia 21 de fevereiro.

“Quero agradecer aos cidadãos, muito obrigada por terem cumprido as regras, o que teve grande impacto” na descida da curva das infeções. Bettel recordou que se temia um aumento de infeções devido à quadra festiva, mas afinal tal não aconteceu. “Se há mérito das decisões políticas há também grande mérito dos cidadãos”.

Também a ministra da Saúde salientou o esforço feito pelos residentes no Grão-Ducado no Natal e Ano Novo, o qual já “deu frutos”, estando agora o Luxemburgo com uma situação epidemiológica melhor do que certos países como a “França e a Holanda”. “Estamos bem colocados ao nível dos nossos vizinhos”, frisou Lenert salientado que os hospitais poderão descer para “a fase 2 do plano de contingência na próxima semana”.

O receio das novas variantes

Embora a situação tenha melhorado a ministra da Saúde, Paulette Lenert alertou que “nos espera um período delicado” por causa das novas variantes britânica, brasileira e sul-africana que estão a propagar-se na Europa”.

“Estamos em alerta e estamos preparados”, garantiu Lenert e Xavier Bettel.

O primeiro-ministro declarou que atualmente apenas foram detetados casos da variante britânica no Luxemburgo, não havendo registos de contágios das duas outras variantes.


Luxemburgo vai exigir teste negativo a quem chega ao país
A medida não se aplica apenas aos cidadãos de outros países, mas também “aos residentes no Luxemburgo”.

A decisão do Luxemburgo passar, em breve, a exigir aos viajantes que cheguem ao País a apresentação obrigatória de um teste de rastreio negativo à covid, visa prevenir a disseminação das novas variantes do vírus no País. Esta medida foi tomada de acordo com os restantes líderes dos países da União Europeia numa reunião por videoconferência na quarta-feira à tarde.

Na próxima segunda-feira à noite ou terça-feira haverá nova reunião para harmonizar as novas medidas de restrição à chegada às fronteiras da UE e entre os países membros, precisou Xavier Bettel. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas