Escolha as suas informações

Bettel. Liberdade de opinião não "é assustar famílias nos mercados de Natal"
Luxemburgo 05.12.2021
Manifestação

Bettel. Liberdade de opinião não "é assustar famílias nos mercados de Natal"

Manifestação

Bettel. Liberdade de opinião não "é assustar famílias nos mercados de Natal"

Luxemburgo 05.12.2021
Manifestação

Bettel. Liberdade de opinião não "é assustar famílias nos mercados de Natal"

Redação
Redação
O primeiro-ministro Xavier Bettel reagiu esta manhã nas redes sociais aos distúrbios que ontem decorreram durante a manifestação contra as novas medidas covid que juntou cerca de duas mil pessoas na capital. Leia a mensagem.

 O primeiro-ministro Xavier Bettel declarou esta manhã de domingo, nas redes sociais, não poder aceitar "o que aconteceu ontem na cidade" durante o decorrer dos protestos que juntaram cerca de duas mil pessoas nas ruas da capital contra as novas medidas restritivas de contenção da pandemia.

 "Vivemos em um país livre e democrático, onde todos podem dar a sua opinião. O direito de manifestar-se e a liberdade de opinião são liberdades importantes que sempre defenderei, mesmo que as pessoas tenham opiniões diferentes da minha", começou por escrever Xavier Bettel na sua mensagem nas redes sociais. Contudo, "o que aconteceu ontem na cidade, não posso e não vou aceitar", vincou.

 "Liberdade de opinião não significa que se possa assustar famílias com filhos pequenos, invadindo os mercados de Natal. Liberdade de opinião não significa que se deva atacar pessoas que têm outra opinião", frisou Xavier Bettel admitindo que  "nem sempre é fácil fazer política. Especialmente nestes tempos".  


Duas mil pessoas saíram à rua em protesto contra as medidas anti-covid
Os manifestantes percorreram as ruas da capital do Luxemburgo, partindo do Glacis e protestando contra as novas restrições anunciadas pelo Governo, como o CovidCheck. Houve alguns distúrbios. Veja as imagens.

E concluiu: "Como primeiro-ministro, é meu dever garantir o bem-estar do público em geral. Em tempos de pandemia, isso significa que nós, como governo, também devemos tomar medidas que nem todos gostam".  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas