Escolha as suas informações

Bettel lança aviso. Ou números baixam ou país entra em confinamento parcial
Luxemburgo 2 min. 17.11.2020

Bettel lança aviso. Ou números baixam ou país entra em confinamento parcial

Bettel lança aviso. Ou números baixam ou país entra em confinamento parcial

Foto: Guy Wolff/Luxemburger Wort
Luxemburgo 2 min. 17.11.2020

Bettel lança aviso. Ou números baixam ou país entra em confinamento parcial

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Novas restrições serão adotadas para a semana e até 15 de dezembro se as infeções não diminuírem até ao fim da semana, declarou o primeiro-ministro. Alunos dos anos superiores do secundário poderão regressar a casa com ensino à distância.

Na conferência de imprensa esta terça-feira Xavier Bettel lançou o aviso: "Se até ao final da semana o número de infeções e contágios não diminuir" o Luxemburgo vai tomar medidas mais restritivas que poderão manter-se até 15 de dezembro e um prolongamento do recolher obrigatório. 

Acompanhado pela ministra da Saúde, Paulette Lenert, Bettel acrescentou mesmo que caso os números da covid-19 não melhorem no país a restauração (bares e restaurantes e cafés) terá medidas ainda mais restritivas já a partir da próxima semana, ou mesmo um possível encerramento à vista.  "As perdas serão cobertas a 100% para as empresas afetadas por um possível novo encerramento", referiu Bettel.

"A responsabilidade do governo é também a de antecipar. Em qualquer caso, "não decepcionaremos ninguém", acrescentou o primeiro-ministro. No mesmo sentido se os números não melhorarem teatros, cinemas e eventos culturais ficarão suspensos, e os ginásios só poderão ter um máximo de quatro pessoas em certos desportos. Os desportos nas aulas nestes estabelecimentos continuarão a estar proibidos.

Todos os locais onde "não há a possibilidade de usar máscara" estão assim em risco de fechar para a semana, caso o governo entregue o projeto de lei que tem já pronto para adotar um confinamento parcial. Até mesmo na casa dos cidadãos, "poderá passar a ser apenas permitido um máximo de dois convidados", acrescentou Xavier Bettel. 

Também nas escolas, está previsto que os alunos dos anos superiores do ensino secundário voltem ao sistema alternado de ensino presencial e à distância. Será assim a vida no Luxemburgo se até ao final desta semana os números não baixarem. 

"A situação pandémica no Luxemburgo é estável, mas elevada"  

"A situação pandémica no Luxemburgo é estável, mas elevada", admitiu Bettel.  "Os números são altos e temos de diminuir" para conseguir controlar a epidemia, afirmou. 

O governante referiu que a taxa de testes de diagnóstico à covid-19 com resultado positivo varia entre 5% e 7%, desde 21 de outubro. A tendência em alta foi travada, embora tenha havido picos de 800 infeções diárias. 16% dos infetados têm mais de 55 anos. Já 6% têm entre 80 e 95 anos.

Com 48 doentes com covid-19 nos cuidados intensivos, o primeiro-ministro diz que os hospitais atingiram metade das suas capacidades. "Não foi atingido o limite da capacidade hospitalar, mas resta pouca margem", disse mesmo.  Se não houver uma queda da procura nos hospitais, o Governo tomará medidas mais restritivas, voltou a alertar Xavier Bettel.

(Com Manuela Pereira.)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas