Escolha as suas informações

Bettel diz que o Luxemburgo "está de boa saúde"
Luxemburgo 24.04.2018

Bettel diz que o Luxemburgo "está de boa saúde"

Bettel diz que o Luxemburgo "está de boa saúde"

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 24.04.2018

Bettel diz que o Luxemburgo "está de boa saúde"

Discurso no Parlamento sobre o estado da Nação demorou cerca de uma hora.

"O Luxemburgo está de boa saúde e preparado para o futuro", afirmou Xavier Bettel, primeiro-ministro luxemburguês, no discurso sobre o estado da Nação feito hoje no Parlamento.

No entanto, admitiu que o país "não estava preparado para o crescimento demográfico que se verificou": de 2007 a 2017 chegaram 100 mil novos habitantes, enquanto outros tantos transfronteiriços vieram trabalhar para o Grão-Ducado. "Agora trabalhamos na planificação do Luxemburgo de amanhã. O país está diferente do que era há quatro anos e está muito bem assim", sublinhou.

Bettel explicou as medidas cautelares adotadas pelo seu governo em dezembro de 2013: "Não tínhamos escolha. As agências de notação financeira ameaçavam o triplo A e isso, para o Luxemburgo e para os mercados financeiros, trata-se de muito mais do que três vogais", defendeu naquele que é o último discurso sobre o estado da Nação antes das eleições legislativas, marcadas para 14 de outubro próximo.

E exemplificou com as projeções para a Administração Central (sem a Segurança Social e as finanças comunais): no ano passado o défice situava-se nos 220 milhões de euros, mas a previsão dos especialistas aponta para um excedente de 202 milhões nos próximos cinco anos de forma constante. "Um euro em cada dois, isto é, 11,7 mil milhões de euros do Orçamento do Estado, está destinado às prestações sociais, à Segurança Social e às transferências de receitas", detalhou.

"A mobilidade deve transformar-se numa regra e a imobilidade na exceção", sustentou, pouco antes de fazer uma lista de números acerca desta área: "entre 2003 e 2013, houve 1,36 mil milhões de euros investidos nos caminhos-de-ferro. Desde o começo desta legislatura, 1,6 mil milhões foram injetados nesse setor e algo de semelhante aconteceu nas estradas. "Em 2013 foram investidos 180 milhões - este ano há 340 milhões planeados".


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas