Escolha as suas informações

BCL: Consumidores esperam maior capacidade de poupança
Luxemburgo 09.01.2017 Do nosso arquivo online

BCL: Consumidores esperam maior capacidade de poupança

BCL: Consumidores esperam maior capacidade de poupança

Foto: Guy Jallay
Luxemburgo 09.01.2017 Do nosso arquivo online

BCL: Consumidores esperam maior capacidade de poupança

O índice de confiança dos consumidores definido pelo Banco Central do Luxemburgo (BCL) voltou a subir no último mês, graças à confiança renovada dos agregados familiares na capacidade de poupar mais.

O índice de confiança dos consumidores definido pelo Banco Central do Luxemburgo (BCL) voltou a subir no último mês, graças à confiança renovada dos agregados familiares na capacidade de poupar mais.

Os consumidores antecipam dias favoráveis à poupança, pelo segundo mês consecutivo. As famílias preveem, por outro lado, uma degradação da situação económica, acompanhada de um aumento da taxa de desemprego.

O indicador sobre a situação financeira dos consumidores mantém-se estável. O índice aumentou, de forma geral, em dezembro.

Estas conclusões resultam de uma sondagem à população, sobre as suas expectativas para os próximos 12 meses.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Confiança dos consumidores recupera em julho
A confiança dos consumidores recuperou em julho. De acordo com o Banco Central do Luxemburgo (BCL), o indicador situou-se nos 17 pontos, acima dos 14 pontos registados no mês anterior e também no mesmo mês de 2017. No entanto, a preocupação com o desemprego agravou-se.
Confiança dos consumidores recupera em maio
A confiança dos consumidores recuperou ligeiramente em maio face a abril. De acordo com os dados do Banco Central do Luxemburgo (BCL), o indicador subiu para 14 pontos, acima dos 13 pontos registados no mês anterior.
Consumidores do Luxemburgo estão menos confiantes
Os consumidores residentes no Luxemburgo estão menos confiantes. De acordo com os dados do Banco Central do Luxemburgo, o indicador de confiança dos consumidores caiu significativamente em dezembro do ano passado, depois de três meses consecutivos a subir.