Escolha as suas informações

Autoridades desconhecem presença das máscaras Avrox no Luxemburgo
Luxemburgo 25.02.2021

Autoridades desconhecem presença das máscaras Avrox no Luxemburgo

Autoridades desconhecem presença das máscaras Avrox no Luxemburgo

Foto : AFP
Luxemburgo 25.02.2021

Autoridades desconhecem presença das máscaras Avrox no Luxemburgo

O Ministério da Saúde confirma que não encomendou as máscaras que a Bélgica tirou do mercado.

Ao contrário do que aconteceu na Bélgica, que encomendou cerca de 18 milhões de proteções faciais à empresa luxemburguesa Avrox, o Grão-Ducado "não encomendou tais máscaras". Quem o diz é o Ministério da Saúde. 

Questionado pelo Contacto, o gabinete de Paulette Lenert adianta ainda que "não tem conhecimento que tais máscaras estejam disponíveis no mercado luxemburguês". 

Distribuídas gratuitamente aos belgas, as máscaras da empresa luxemburguesa foram retiradas do mercado esta quarta-feira depois da análise que comprovou comprovou a existência de partículas tóxicas. De acordo com um relatório confidencial do Instituto Belga de Saúde Pública, citado por toda a imprensa belga, o tecido contém nanoprata e dióxido de titânio. 

Além de serem potencialmente tóxicas caso se libertem, estas particulas milimétricas podem ser particularmente nocivas para pessoas que já lutam com problemas respiratórios. 

Fabricadas no continente asiático, as máscaras da polémica tem, no entanto, carimbo luxemburguês. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas