Escolha as suas informações

Atenção a estas fraudes com o coronavírus. Não se deixe enganar
Luxemburgo 3 min. 24.03.2020

Atenção a estas fraudes com o coronavírus. Não se deixe enganar

Atenção a estas fraudes com o coronavírus. Não se deixe enganar

Foto: Marius Becker/dpa
Luxemburgo 3 min. 24.03.2020

Atenção a estas fraudes com o coronavírus. Não se deixe enganar

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Conheça os esquemas e burlas que estão acontecer, feitos por quem se aproveita da crise para extorquir dinheiro ou assaltar casas. O alerta é da prefeitura de Moselle.

Os tempos de pandemia do novo coronavírus estão a ser aproveitados para levar a cabo enganos e embustes aos cidadãos mais desatentos. Face às queixas que têm chegado aos agentes policiais da região de Moselle ou fraudes que a própria polícia investiga, aqui ficam as sete situações de fraudes durante esta epidemia.

O alerta sobre estas burlas é dado pela prefeitura de Moselle, em comunicado. Leia e se for confrontado com uma destas situações, denuncie-as à polícia.


À procura da vacina, uma corrida contra o tempo
São vários os cientistas que em vários países protagonizam uma verdadeira corrida contra o tempo em busca de uma vacina contra o coronavírus. É uma batalha da ciência, uma vez mais, para salvar a humanidade de uma nova pandemia.

 Falsas curas para o coronavírus

 Atualmente ainda não existem vacinas, alimentos, purificadores de ar, lâmpadas, suplementos alimentares ou óleos essenciais... que protejam ou curem a doença do covid-19. Portanto, qualquer apresentação de produtos (alimentares ou não) que alegue proteger ou curar o cidadão da doença do covid-19 são falsos. Trata-se de prática comercial enganosa.

Falsos testes e medicamentos

Os testes de despistagem da infeção pelo novo coronavírus só são realizados pelas autoridades de saúde e são elas que confirmam ou não o diagnóstico. Se alguma empresa ou indivíduo lhe oferecer um destes testes, a troco de dinheiro, ou não, não aceite, é uma tentativa de o burlar.


Covid-19. No Luxemburgo é possível fazer o teste sem sair do carro
O Luxemburgo tem três centros de "drive-in" onde é possível fazer o teste de despistagem da Covid-19. Sem sair do carro.

 Também há sites da internet fraudulentos dizem vender medicamentos eficazes contra o vírus ou medicamentos destinados ao tratamento de outras doenças (HIV, malária...) que estão a ser investigados para o tratamento do coronavírus.

A venda dos medicamentos e tratamentos para a doença, só é possível mediante receita médica e em farmácias. A aquisição destes medicamentos online é ilegal e pode expô-lo a sérios riscos para a saúde. Pode haver efeitos adversos.


Luxemburgo. Tentam assaltar idosos em Mamer sob pretexto desinfeção do coronavírus
Dois indivíduos vestidos com macacões brancos e conduzindo uma carrinha de matrícula belga tentaram burlar um casal em casa, no cantão de Capellen. Polícia investiga.

 Venda online de Paracetamol está suspensa

 A venda online de paracetamol foi suspensa e anúncios na Internet que oferecem este medicamento são, portanto, fraudulentos.

 Golpe com certificados de viagem

Os certificados comprovativos das deslocações agora exigido nalgumas fronteiras, nomeadamente os certificados para trabalhadores transfronteiriços, são passados e assinados pelo empregador. Eles são gratuitos. Não se deixe seduzir por sites que se oferecem para emitir estes certificados de viagem contra pagamento. É um golpe.

Atenção também para os sites que se oferecem para publicar uma versão digital deste certificado: é provável que você forneça dados pessoais particularmente sensíveis. Não o faça. Além disso, apenas os certificados oficiais impressos ou copiados em papel comum são válidos.


Coronavírus. Falsos enfermeiros assaltam idosos em casa
Em Espanha, a polícia alerta para ladrões que passam por profissionais de saúde e esvaziam casas e agridem moradores. Em França e Portugal milhares de máscaras já foram roubadas de hospitais. É mais um lado negro da pandemia.

 Não há descontaminação de casas 

 A descontaminação das casas privadas não está atualmente planeada pelos serviços do Estado. Quem tocar à sua porta dizendo que vai realizar uma descontaminação obrigatória, está a planear um golpe, como tentar assaltar a casa.

Cuidado com as doações

Há quem se esteja a aproveitar da onde de solidariedade gerada neste período para ganhar dinheiro indevidamente. Atenção a quem se apresente como intermediário de algumas plataformas de apoio que solicitam doações. Certifique-se da identidade do profissional e do destino das suas doações antes de fazer uma transferência de dinheiro.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas