Escolha as suas informações

Até maio, 14 pessoas já morreram nas estradas no Luxemburgo
Luxemburgo 20.07.2020 Do nosso arquivo online

Até maio, 14 pessoas já morreram nas estradas no Luxemburgo

Até maio, 14 pessoas já morreram nas estradas no Luxemburgo

Foto: Lex Kleren
Luxemburgo 20.07.2020 Do nosso arquivo online

Até maio, 14 pessoas já morreram nas estradas no Luxemburgo

Excesso de velocidade e condução sob o efeito de álcool continuam a ser as principais causas dos acidentes rodoviários no Grão-Ducado.

Entre janeiro e maio, 14 pessoas morreram vítimas de acidentes rodoviários no Luxemburgo. 

O balanço foi divulgado pelo ministro da Mobilidade, François Bausch, que afastou qualquer interferência do confinamento nas estatísticas recolhidas nas estradas luxemburguesas. Na base do raciocínio, explica, está o facto do maior número de acidentes continuar a registar-se durante o verão e o outono e não nos meses de primavera, entre março e maio. 

As principais causas dos acidentes rodoviários continuam a ser a condução sob o efeito de álcool e o excesso de velocidade. Assim, a implementação de radares nas estradas vai continuar no centro das medidas do Governo no âmbito segurança rodoviária, assim como a aposta em campanhas de sensiblização. 

A avaliação do impacto destas medidas só poderá ser avaliada no fim do ano. 

Só no ano passado 22 pessoas morreram na estrada. Em 2018 foram 36. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Faleceu este fim de semana o motociclista que, no passado dia 6 de janeiro, sofreu um acidente de viação na estrada CR325, entre Drauffelt e Eschweiler, no Luxemburgo.
Der 27-jährige Belgier wurde beim Sturz gegen einen Baum geschleudert.
A polícia luxemburguesa lançou uma campanha contra o uso do telemóvel durante a condução. Intitulada "Keen Handy op der Strooss" (não ao telemóvel na estrada), a iniciativa arrancou no passado dia 4 e é direcionada a todos os utentes das estradas: automobilistas, ciclistas, motards e peões.