Escolha as suas informações

AstraZeneca. Luxemburgo administrou mais de quatro mil doses do lote que foi suspenso
Luxemburgo 12.03.2021 Do nosso arquivo online

AstraZeneca. Luxemburgo administrou mais de quatro mil doses do lote que foi suspenso

AstraZeneca. Luxemburgo administrou mais de quatro mil doses do lote que foi suspenso

Photo: AFP
Luxemburgo 12.03.2021 Do nosso arquivo online

AstraZeneca. Luxemburgo administrou mais de quatro mil doses do lote que foi suspenso

Diana ALVES
Diana ALVES
Afinal, foram administradas no Luxemburgo mais de quatro mil doses do lote da vacina AstraZeneca que está a ser investigado por suspeitas relacionadas com efeitos secundários graves.

O Luxemburgo e vários outros países decidiram suspender a administração das vacinas do lote ABV5300 depois de uma enfermeira de 49 anos ter morrido na Áustria na sequência de um caso de coagulação sanguínea. A complicação surgiu dez dias depois de a enfermeira ter tomado uma dose daquele lote. 

Uma outra mulher, de 35 anos, que também foi inoculada com uma dose daquele lote, foi hospitalizada devido a uma embolia pulmonar, encontrado-se a recuperar.

Ontem, a ministra da Saúde, Paulette Lenert, informou que o país tinha 4.800 doses do lote em questão e que nenhuma tinha sido administrada

Mas, hoje, num comunicado à imprensa, o ministério indica que, afinal, desse lote foram utilizadas 4.141 doses. As autoridades de saúde adiantam que “desde o início da sua administração, não foi notificado qualquer caso de trombose” no país.


Estes são os países que suspenderam a vacina da AstraZeneca
Suspeitas de complicações de coagulação após a vacinação ainda não foram provadas mas países estão a agir por precaução.

A nota frisa que, “segundo os dados disponíveis, não se pode concluir que a vacina da AstraZeneca implica mais riscos de efeitos indesejáveis do que as outras vacinas atualmente autorizadas”.

O lote em questão está a ser examinado por um laboratório holandês. Além disso, a Agência Europeia do Medicamento está a analisar todos os casos de coágulos sanguíneos identificados após a toma da vacina da AstraZeneca.

Por cá, as autoridades luxemburguesas garantem estar atentas a todos os efeitos secundários associados ao fármaco.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas