Escolha as suas informações

Assaltos a residências em queda no Luxemburgo
Luxemburgo 07.08.2020

Assaltos a residências em queda no Luxemburgo

Assaltos a residências em queda no Luxemburgo

Foto: Gerry Huberty
Luxemburgo 07.08.2020

Assaltos a residências em queda no Luxemburgo

Manuela PEREIRA
Manuela PEREIRA
O número de assaltos a casas habitadas caiu mais de 7% em 2019 face ao ano anterior.

Mais de 1.400 habitações ocupadas foram roubadas no Luxemburgo nos 12 meses de 2019. Esse número cai consideravelmente para 640 furtos no que diz respeito a habitações desocupadas, verificando-se um ligeiro aumento de dez casos comparativamente a 2018. 

Estes dados são extraídos do relatório anual da Polícia Grã-Ducal. Felizmente, os furtos violentos são raros no país. As autoridades policiais dão conta de cinco casos de ‘homejacking’ em 2019. 


Os casos de violência doméstica aumentaram no espaço de um ano.
Polícia regista quase 39.000 delitos em 2019 no Luxemburgo
A delinquência aumentou 4% em 2019 face ao ano anterior, segundo o relatório anual da polícia grã-ducal agora divulgado.

Cinco assaltos a residências com os proprietários lá dentro, ameaçados e/ou agredidos pelos ladrões. A polícia revela que os assaltos ocorrem geralmente em meio urbano, em habitações próximas de grandes eixos rodoviários e perto das fronteiras com os países vizinhos.

 De acordo com a mesma fonte, normalmente os ladrões escolhem sextas e sábados ao cair da noite para atuarem. As alturas do ano mais propícias para assaltos a residências é o início do verão e os meses de inverno.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Um problema de todos nós
Todos estamos sujeitos a que nos assaltem a casa e nos roubem partes da nossa vida. Quanto mais conscientes estivermos de que o mínimo erro pode ser decisivo mais perto ficamos de evitar que sejam os ladrões a vencer.
Bertrange: Polícia procura suspeitas de roubo
A Polícia Grã-Ducal está à procura de duas mulheres suspeitas de terem roubado uma carteira no passado dia 29 de janeiro de 2016, no centro comercial City Concorde, em Bertrange, no Luxemburgo.
La victime a été dépouillée de 3.000 euros