Escolha as suas informações

Arquivos mostram 170 anos de história do jornal mais antigo do Luxemburgo e primeiro Contacto

Arquivos mostram 170 anos de história do jornal mais antigo do Luxemburgo e primeiro Contacto

Foto: Guy Wolff
Luxemburgo 2 min. 05.06.2019

Arquivos mostram 170 anos de história do jornal mais antigo do Luxemburgo e primeiro Contacto

O grupo editorial que publica o diário Luxemburger Wort, fundado em 1848, e o jornal Contacto, vai abrir as portas dos arquivos aos visitantes. Ocasião para ver também o primeiro número do semanário português, fundado em 1970.

No dia em que o Grão-Duque Jean faleceu, Matthieu Lange, o arquivista do grupo saint-paul, editor do Luxemburger Wort e do Contacto, era uma das pessoas mais ocupadas. Os pedidos de fotografias de arquivo do soberano eram diferentes para as várias publicações: o Contacto, por exemplo, quis várias do exílio em Sintra, com a avó de origem portuguesa, Maria Ana de Bragança, ou da visita oficial a Portugal, em 1984. E se algumas estavam disponíveis no arquivo digital, outras exigiram várias buscas.

Ser arquivista é um trabalho entre detetive e bibliotecário. "Sim, é um trabalho de conservação, de pesquisa e de valorização", diz Matthieu Lange. A pedido dos jornalistas, os arquivos fornecem fotos, textos, livros ou informações, que também podem ser solicitados "por pessoas externas à empresa". 

O património histórico do grupo editorial luxemburguês vai estar em destaque em duas visitas guiadas aos arquivos dos jornais, organizadas no âmbito da Jornada Internacional dos Arquivos. "Vamos apresentar 170 anos de história do Luxemburger Wort, em temas como a política, a cultura e as tradições populares do Luxemburgo", antecipa Matthieu Lange.

Além disso, haverá ainda um piscar de olhos aos leitores portugueses. "Vamos mostrar também três exemplares do Contacto: o primeiro publicado, o suplemento Contacto Júnior, numa parte dedicada ao jornalismo para jovens, e a reportagem 'Fuga para a Liberdade' [sobre a passagem por Portugal da família grã-ducal no exílio], para mostrar a utilização privada de arquivos na História", adianta o responsável dos arquivos.

As visitas incluem ainda uma passagem pela biblioteca do grupo editorial, situado em Gasperich, com a oportunidade de ver  "exemplares antigos de livros do início do séc. XX, como peças de teatro em luxemburguês".

As jornadas de portas abertas realizam-se nos dias 13 de junho (uma quinta-feira) e 26 de junho (quarta-feira), às 10h, às 12h30 ou às 15h, e apesar de serem gratuitas, é necessário inscrever-se online ou pelo telefone 4993 251.

P.T.A.