Escolha as suas informações

Ano letivo 2020/2021. Ministro da Educação revela plano de contingência
Luxemburgo 04.09.2020

Ano letivo 2020/2021. Ministro da Educação revela plano de contingência

Ano letivo 2020/2021. Ministro da Educação revela plano de contingência

Foto: Chris Karaba
Luxemburgo 04.09.2020

Ano letivo 2020/2021. Ministro da Educação revela plano de contingência

Manuela PEREIRA
Manuela PEREIRA
Caso surja um foco de covid-19 numa escola os alunos e professores serão colocados em quarentena.

O regresso às aulas está previsto para o dia 15 de setembro nos estabelecimentos de ensino público. O ano letivo 2020/2021 arranca com um plano de contingência devido à crise sanitária, provocada pela pandemia de covid-19.

A medida mais gravosa do plano de orientação dirigido às escolas hoje anunciada pelo ministro da Educação, Claude Meisch, prevê a colocação em quarentena dos alunos e professores em caso de foco de covid-19 numa escola. Neste cenário será também efetuado um rastreio.

Se houver vários casos de infeção na mesma escola, a turma visada será colocada em quarentena. Será efetuado um rastreio e o professor dessa turma deverá igualmente respeitar o período de quarentena. Este último poderá dar aulas à distância se o seu estado de saúde o permitir.


Covid-19. A máscara de proteção individual vai continuar a ser obrigatória nas escolas
"Todos os alunos que tenham sintomas não devem ir à escola", afirmou Claude Meisch, ministro da Educação do Luxemburgo.

O terceiro e último cenário estabelecido pelo Ministério da Educação diz respeito à infeção de apenas um aluno numa escola. Neste caso, a turma que esteve em contacto com o aluno infetado será isolada. Esses alunos deixarão de ir à cantina e deverão usar máscara em todo o recinto escolar, até na sala de aula.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas