Escolha as suas informações

Ambiente: Jean-Claude Juncker satisfeito com entrada em vigor Acordo de Paris
O presidente da Comissão Europeia, Jena-Claude Juncker

Ambiente: Jean-Claude Juncker satisfeito com entrada em vigor Acordo de Paris

Foto: AFP
O presidente da Comissão Europeia, Jena-Claude Juncker
Luxemburgo 05.11.2016

Ambiente: Jean-Claude Juncker satisfeito com entrada em vigor Acordo de Paris

O presidente da Comissão Europeia, o luxemburguês Jean-Claude Juncker, congratulou-se com a entrada em vigor do Acordo de Paris sobre o combate às alterações climáticas.

O presidente da Comissão Europeia, o luxemburguês Jean-Claude Juncker, congratulou-se com a entrada em vigor do Acordo de Paris sobre o combate às alterações climáticas.

Na sua página oficial da rede social Facebook, o antigo primeiro-ministro do Luxemburgo, expressou a sua satisfação. “O acordo de Paris, o primeiro do género, entra em vigor hoje. É um grande momento de orgulho para a Europa!”, afirmou Jean-Claude Juncker.

O Acordo de Paris, o primeiro pacto universal contra o aquecimento global, entrou esta sexta-feira simbolicamente em vigor, menos de um ano após ser adotado, mas há um longo caminho a percorrer até à sua aplicação.

Na véspera da 22.ª Conferência do Clima da ONU (COP22), que arranca na segunda-feira em Marraquexe, um total de 94 países, dos 192 signatários, já ratificaram o Acordo de Paris, um ritmo que ultrapassou as expetativas dos especialistas.

A rapidez da resposta dos Estados demonstra a tomada de consciência, ao mais alto nível, da necessidade de limitar o aquecimento global a +2°C acima dos níveis pré-industriais.

São poucos os grandes emissores que ainda não ratificaram o acordo: a Rússia não deu indicação sobre uma eventual data para a ratificação, enquanto a Austrália e o Japão estão comprometidos em avançar com o processo.

O Luxemburgo e Portugal são dois dos 94 países que ratificaram o Acordo.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas