Escolha as suas informações

Alunos do secundário ficam com os livros
Luxemburgo 14.11.2017 Do nosso arquivo online
Educação

Alunos do secundário ficam com os livros

Educação

Alunos do secundário ficam com os livros

Foto: Shutterstock
Luxemburgo 14.11.2017 Do nosso arquivo online
Educação

Alunos do secundário ficam com os livros

Os alunos do ensino secundário no Luxemburgo, que a partir do ano letivo 2018/19 passam a ter direito a manuais escolares gratuitos, vão poder ficar com os livros no final do ano escolar não tendo que os devolver, revelou esta terça-feira (14), o ministro da Educação, Claude Meisch.

Os alunos do ensino secundário no Luxemburgo, que a partir do ano letivo 2018/19 passam a ter direito a manuais escolares gratuitos, vão poder ficar com os livros no final do ano escolar não tendo que os devolver, revelou esta terça-feira (14), o ministro da Educação, Claude Meisch.

A confirmação foi dada na sequência de questões parlamentares dos deputados Claude Adam e Josée Lorsché, do partido Déi Gréng. Na missiva, os deputados questionavam o ministro se os manuais seriam propriedade do Estado, dos liceus ou se seriam concedidos aos alunos.

Segundo o ministro da Educação, Claude Meisch, e embora os estudantes do secundário não tenham de devolver os manuais, o Governo quer incentivar os alunos a optarem por livros usados.

Os jovens que recorrerem a um ou mais livros reutilizados – sejam emprestados ou adquiridos no mercado ‘Bichermaart’ – terão direito a um vale de compras para material escolar. O valor do vale corresponderá a 50% do preço de venda do livro nas livrarias.

A introdução da gratuitidade dos manuais escolares obrigatórios, estipulados no programa curricular, destina-se aos alunos do ensino secundário geral e clássico e das turmas de formação profissional.

Segundo a tutela, esta medida vai permitir aos pais e/ou encarregados de educação pouparem entre 350 euros e 450 euros por ano.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O ano letivo de 2019/2020 começa a partir de 16 de setembro. No entanto, os alunos têm datas diferentes de regresso à escola.