Escolha as suas informações

Alta taxa de abstenção é a principal preocupação no Luxemburgo
Luxemburgo 28.09.2016 Do nosso arquivo online
Presidenciais cabo-verdianas

Alta taxa de abstenção é a principal preocupação no Luxemburgo

O delegado da Comissão Nacional Eleitoral de Cabo Verde no Luxemburgo, Gilson Lopes, apela ao votos dos cabo-verdianos no Luxemburgo
Presidenciais cabo-verdianas

Alta taxa de abstenção é a principal preocupação no Luxemburgo

O delegado da Comissão Nacional Eleitoral de Cabo Verde no Luxemburgo, Gilson Lopes, apela ao votos dos cabo-verdianos no Luxemburgo
Foto: Manuel Dias
Luxemburgo 28.09.2016 Do nosso arquivo online
Presidenciais cabo-verdianas

Alta taxa de abstenção é a principal preocupação no Luxemburgo

Os cabo-verdianos no Luxemburgo vão também poder votar nas eleições presidenciais do próximo domingo. A grande preocupação da delegação da Comissão Nacional de Eleições (CNE) de Cabo Verde no Grão-Ducado é o elevado número de abstenções.

Os cabo-verdianos no Luxemburgo vão também poder votar nas eleições presidenciais do próximo domingo. A grande preocupação da delegação da Comissão Nacional de Eleições (CNE) de Cabo Verde no Grão-Ducado é o elevado número de abstenções. Só nas últimas eleições [as legislativas de 20 de Março] a taxa de abstenção foi de 70,3% entre os 1.300 inscritos nos cadernos eleitorais.

O número de inscritos mantém-se no Luxemburgo e o cenário poderá repetir-se, até porque o PAICV não apresentou nenhum candidato e Jorge Carlos Fonseca é dado como vencedor reeleito à primeira volta.

“Apelo a todos os cabo-verdianos que se desloquem às mesas de voto para cumprir o seu dever e direito. O Estado de Cabo Verde faz um esforço enorme para dar todas as condições às pessoas que estão fora do país para votar, por isso têm de aproveitar essa oportunidade”, disse ao CONTACTO o delegado da CNE, Gilson Lopes.

“Tal como fizemos já por carta, volto a apelar às associações cabo-verdianas para incentivar as pessoas a participar para diminuirmos esse número. Piorar não é o objectivo, mas sim diminuir esse número”, acrescentou o representante da CNE no Luxemburgo.

No Grão-Ducado vai haver quatro mesas de voto: uma nas instalações da comuna de Ettelbruck, duas na Embaixada de Cabo Verde (Val Sainte Croix, n° 117), na cidade do Luxemburgo, e uma na comuna de Esch-sur-Alzette.

“Está tudo preparado. Só falta recolher o material eleitoral e dar início às eleições. Basicamente, será seguir o processo das últimas eleições legislativas”, refere Gilson Lopes.

As mesas de voto vão estar a funcionar das 8h às 18h e os votantes deverão apresentar o bilhete de identidade ou o passaporte, mesmo que caducado. 

Henrique de Burgo

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Com o aproximar das eleições legislativas cabo-verdianas marcadas para 20 de Março, os cadernos eleitorais já podem ser consultados na Embaixada de Cabo Verde no Luxemburgo, na capital.
A Embaixada de Cabo Verde fica no Val Sainte Croix, n°117, na capital