Escolha as suas informações

Alguns profissionais de saúde reticentes em tomar vacina contra a covid-19
Luxemburgo 2 min. 20.01.2021

Alguns profissionais de saúde reticentes em tomar vacina contra a covid-19

Alguns profissionais de saúde reticentes em tomar vacina contra a covid-19

Foto: Anouk Antony/Luxemburger Wort
Luxemburgo 2 min. 20.01.2021

Alguns profissionais de saúde reticentes em tomar vacina contra a covid-19

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Até à data, cerca de 3.900 pessoas já aderiram à campanha de vacinação.

A campanha de vacinação contra a covid-19 começou nos hospitais do Grão-Ducado no início deste mês, onde cerca de 12 mil profissionais de saúde foram convidados a vacinarem-se. A campanha de vacinação aos profissionais de saúde e de cuidados no Luxemburgo iniciou-se a 12 de janeiro. E em oito dias, cerca de 3.900 pessoas já aderiram à campanha e tomaram uma das duas vacinas autorizadas no país, Pfizer/BioNTech e Moderna. 

No entanto, de acordo com uma sondagem recente nem todos os profissionais de saúde desejam ser vacinados contra a covid-19 no país. O inquérito informal realizado nos Hospitais Robert Schuman no final de dezembro de 2020, e publicado pelo Paperjam, revela que 14% dos inquiridos tencionam "evitar" a vacina contra a covid-19 enquanto 57% exprimiram o desejo de a tomar. 

No total, 54% dos profissionais de saúde interrogados indicaram querer receber mais informações sobre a vacinação antes de serem inoculados. No mesmo sentido, no Centro Hospitalar Neuro-Psiquiátrico de Ettelbruck (CHNP), a direção constatou que somente 45% dos seus efetivos manifestaram o desejo de ser vacinados contra a covid-19, apesar de nenhum estudo formal ter sido realizado. Segundo escreve o Paperjam, o estabelecimento hospitalar espera que este número aumente, uma vez que os profissionais de saúde têm até 28 de janeiro para se inscreverem para a campanha de inoculação.


União Europeia vai lançar certificados de vacinas
Até março, os países vão comprometer-se com vacinar 80% de pessoal de saúde e de cidadãos com mais de 80 anos. No verão, o objetivo é vacinar 70% da população adulta.

Mas nem em todos os hospitais a motivação é pequena. No Centro Hospitalar do Luxemburgo (CHL), a direção constatou a motivação dos profissionais na campanha desde o início, sendo que a agenda de vacinação no estabelecimento está bem preenchida. O mesmo foi notado no Centro Hospitalar Emile Mayrisch (CHEM) onde as listas de vacinação para os profissionais da saúde estão completas. Também o Centro Hospitalar do Norte (ChdN) está a contar com uma participação de 80%. 

Recentemenente, o Ministério da Segurança Social esclareceu que os trabalhadores em serviços de diagnóstico ou tratamento de doenças contagiosas ou expostos a maior risco de contágio devido à atividade profissional podem pedir uma indemnizaçao por contraírem covid-19.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas