Escolha as suas informações

Alemanha. Partido de Merkel quer voltar a encerrar fronteiras com Luxemburgo
Luxemburgo 07.08.2020

Alemanha. Partido de Merkel quer voltar a encerrar fronteiras com Luxemburgo

Alemanha. Partido de Merkel quer voltar a encerrar fronteiras com Luxemburgo

Foto: AFP
Luxemburgo 07.08.2020

Alemanha. Partido de Merkel quer voltar a encerrar fronteiras com Luxemburgo

Redação
Redação
O conselho económico da CDU defendeu hoje que os residentes devem ser proibidos de viajar para países considerados de risco, entre eles o Grão-Ducado.

 O perigo de uma segunda vaga da epidemia na Alemanha soou ontem, dia 6 de agosto, mais forte quando as novas infeções ultrapassaram os mil casos, mais precisamente 1.045 novos casos em 24 horas.  Um número que não era atingido desde o dia 7 de maio. 

Perante esta ameaça o Conselho Económico da União Democrática Cristã (CDU), do partido da Chanceler Angela Merkel exigiu a proibição total de viagens entre os países de risco, entre eles o Grão-Ducado.  No caso, o que este conselho pede é o novo encerramento das fronteiras do Luxemburgo com a Alemanha. 


Alemanha vai impor testes aos viajantes que regressam de zonas de risco
A medida deverá entrar em vigor na próxima semana e os testes serão gratuitos. Engloba cidadãos que viajem do Luxemburgo.

"O direito de viajar não pode ser superior ao dos direitos de milhões de alemães que são ameaçados por um novo confinamento", declarou ao jornal Bild Wolfgang Steiger, o secretário-geral deste conselho da CDU . E acrescentou: "Até mesmo um país rico como o nosso poderá gerir com grande dificuldade um segundo confinamento com o encerramento de empresas e escolas".

A partir de sábado, amanhã, todos os viajantes que chegarem à Alemanha vindos de zonas de risco internacionais são obrigados a garatirem que não estão infectados. Os passageiros terão de trazer a prova de um teste negativo à covid-19 feito até 48 antes de chegar ao país, ou terão que realizar obrigatoriamente o teste à chegada. A sua recusa origina uma multa de 25 mil euros e a não entrada no país. 

Polémico encerramento fronteiriço

O encerramento das fronteiras com o Luxemburgo em maio esteve envolvido em grande polémica, tendo até o governo de Bettel manifestado o desagrado ao executivo alemão. Agora também o ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn mostrou-se contra a obrigatoriedade dos residentes no Luxemburgo mostrarem um teste negativo à chegada a Alemanha.


Asselborn. "É inaceitável forçar os luxemburgueses a apresentar um resultado negativo na fronteira alemã"
O Ministro dos Negócios Estrangeiros reuniu-se na quarta-feira com o embaixador alemão para saber mais sobre as medidas de restrição recentemente aplicadas pela Alemanha aos viajantes do Luxemburgo.

 "É aceitável testar os viajantes no aeroporto, mas seria inaceitável forçar os residentes luxemburgueses a apresentar um resultado negativo quando chegam a uma fronteira terrestre alemã", declarou Jean Asselborn à RTL.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas