Escolha as suas informações

Afinal, vacina AstraZeneca pode vir a ser administrada a pessoas com mais de 65 anos
Luxemburgo 2 min. 03.03.2021

Afinal, vacina AstraZeneca pode vir a ser administrada a pessoas com mais de 65 anos

Afinal, vacina AstraZeneca pode vir a ser administrada a pessoas com mais de 65 anos

Foto: Luxemburger Wort/Anouk Antony
Luxemburgo 2 min. 03.03.2021

Afinal, vacina AstraZeneca pode vir a ser administrada a pessoas com mais de 65 anos

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Dúvida será desfeita ainda esta semana pelas autoridades de saúde luxemburguesas.

A vacina AstraZeneca poderá vir a ser administrada a pessoas com mais de 65 anos de idade, de acordo com o diretor da Saúde, Jean-Claude Schmit em declarações à RTL. Segundo o responsável, o Ministério da Saúde está à espera de um parecer do Conselho Superior de Doenças Infeciosas, esperado esta quarta-feira, e que deverá esclarecer se a vacina desta farmacêutica pode ou não ser administrada a pessoas com mais de 65 anos. 

Alguns países decidiram limitar a vacina da AstraZeneca a pessoas com menos de 65 anos, mas voltaram atrás na decisão. Foi o caso por exemplo da França. A Alemanha está a atuamente a discutir essa possibilidade, após ter excluído as pessoas com mais de 65 anos da toma

Há umas semanas atrás alguns países decidiram não administrar o fármaco aos séniores justificando a falta de evidências científicas da eficácia nos idosos. Isto apesar de a OMS ter reiterado que o fármaco da Universidade de Oxford ser seguro para todos os grupos etários sem exceção.


Governo decide acelerar vacinação com AstraZeneca
Luxemburgo "está pronto a tomar um pequeno risco na estratégia de vacinação", disse esta manhã Paulette Lenert.

Entretanto, o Ministério da Saúde já começou a enviar convocatórias às pessoas que integram a fase 5 plano de vacinação, entre 55 e 65 anos, para que sejam vacinadas exclusivamente com a AstraZeneca. 

Em declarações à RTL, Jean-Claude Schmit salientou ainda que a Agência Europeia do Medicamento deverá dar ou não o aval a 11 de março para a vacina da Johnson & Johnson na União Europeia. Caso seja aprovada, o diretor da Saúde já adiantou que as primeiras remessas do fármaco deverão chegar ao Luxemburgo no início de abril. A vacina da empresa médica americana prevê apenas uma toma única, ao contrário das outras vacinas atualmente disponíveis, que são administradas em duas doses.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas