Escolha as suas informações

Acordo de Governo pronto antes do natal
Luxemburgo 15.11.2018 Do nosso arquivo online

Acordo de Governo pronto antes do natal

Acordo de Governo pronto antes do natal

Foto: Guy Jallay
Luxemburgo 15.11.2018 Do nosso arquivo online

Acordo de Governo pronto antes do natal

Hoje realiza-se mais uma ronda de negociações.

O acordo governamental, que está a ser negociado por DP, LSAP e Déi Gréng, deverá ficar pronto ainda antes das férias de natal, de acordo com a RTL que cita o primeiro-ministro indigitado, Xavier Bettel.

A informação foi avançada após a quarta ronda negocial entre os três partidos que vão dar continuidade ao Governo de coligação.

Ao que tudo indica, as conversações no seio de alguns grupos de trabalho terão já chegado a bom porto, mas noutros não. Para já, nada se sabe sobre o conteúdo do acordo em negociações.

Entretanto, antes do início da reunião de ontem, o atual vice-primeiro-ministro e ministro da Economia, Étienne Schneider, desmentiu estar interessado em abandonar o Governo para assumir um cargo de comissário europeu.

Quanto ao facto de Félix Braz, ministro da Justiça, vir a ocupar o posto de vice-primeiro-ministro, essa é uma mexida que não estará nos planos do futuro Executivo, devendo o cargo permanecer nas mãos de Étienne Schneider.

Liberais, socialistas e ecologistas voltam a sentar-se à mesa das negociações esta quinta-feira.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Líderes do DP, LSAP e Déi Gréng em nova ronda negocial
Esta é a quarta ronda negocial entre liberais, socialistas e ecologistas com vista à elaboração de um programa governamental para os próximos cinco anos. Daquilo que se sabe, as negociações poderão estar a entrar na reta final. Aliás, para já, não há outras reuniões agendadas.
Negociações para o novo governo entram na reta final
Para quarta-feira, dia 14 de novembro, está então agendada uma nova ronda negocial com os líderes de cada partido para avaliar o trabalho que tem sido feito no seio dos diferentes grupos. Entretanto, numa declaração à RTL, o vice-primeiro-ministro e ministro da Economia ainda em funções, Étienne Schneider, sublinhou que esse trabalho deverá ficar concluído esta semana.