Escolha as suas informações

Acidente em França: Bebé deverá ficar com a avó materna
Luxemburgo 2 min. 19.08.2019

Acidente em França: Bebé deverá ficar com a avó materna

Acidente em França: Bebé deverá ficar com a avó materna

Luxemburgo 2 min. 19.08.2019

Acidente em França: Bebé deverá ficar com a avó materna

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Funeral dos pais do pequeno R., de 15 meses, irá realizar-se em Pousios, Pombal. "O menino foi batizado aqui há duas semanas", contou presidente da junta, amigo do pai do bebé.

O pequeno R. de 15 meses, que ficou ontem órfão, devido ao acidente de viação que vitimou mortalmente os seus pais, os portugueses Carlos Silva e Rita Antunes, quando regressavam a casa no Luxemburgo, após as férias em Pousios, Pombal, deverá ficar aos cuidados da avó materna que vive em Portugal.

Ainda nada está garantido, mas esta é a primeira probabilidade apontada pelos familiares do casal português, de 32 e 34 anos, que ontem faleceram na estrada A10, em perto de Blois, na direção da província de Paris em Santenay, Loir-et-Cher. O casal voltava para Lasauvage, onde residia.

“Foi uma grande tragédia o que aconteceu”, disse ao Contacto esta manhã, dia 19, Pedro Pimpão, presidente da Junta de freguesia do Pombal e amigo do irmão de Carlos Silva, que reside em Pousios.

Bebé batizado "há duas semanas" em Portugal

 “Fui ontem mesmo a casa da mãe do Carlos, que conhecia desde criança, oferecer os meus préstimos”, declarou o presidente da junta de Pombal que serve Pousios.

“O bebé foi batizado aqui há duas semanas. É muito triste”, diz Pedro Pimpão, contando que em criança brincava com o pai do pequeno R. na rua, em Pousios. “O Carlos era meu vizinho, morava na minha rua e emigrou há uns anos”, contou.

O funeral dos portugueses irá ser realizado naquela freguesia, de onde Carlos era natural, quando os corpos forem trasladados para Portugal. Ainda sem certezas ou garantias, vinca Pedro Pimpão, o que os familiares apontam, nesta primeira fase, é que o bebé poderá ficar “com a mãe da Rita”.

Entretanto, a junta de freguesia irá prestar todo o apoio necessário aos familiares das vítimas.

O bebé R. que viajava com os seus pais, Carlos Silva e Rita Antunes, foi o único passageiro do veículo que se salvou no grave acidente tendo apenas sofrido “ferimentos ligeiros”. Mesmo assim foi levado para o Hospital de Clocheville, em Tours (na imagem de abertura), onde ficou internado, como declarou ontem ao Contacto fonte da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

Ontem à tarde, o Cônsul Honorário de Portugal em Tours foi visitar o pequeno R. ao hospital e falar com os médicos para informar-se sobre o estado do menino.

Alguns familiares irão agora seguir para Tours, para visitar o bebé R. e esperar pela alta do menino e tratar de todos os trâmites logísticos necessários nestas situações para trasladar os corpos para Portugal. Os serviços consulares portugueses em França estão em contacto com os familiares para prestar também todo o apoio necessário.

O grave acidente que vitimou este casal, aconteceu pelas 6h00 da manhã de ontem, domingo, e envolveu cinco veículos causando dois mortos, dois feridos graves e quatro feridos ligeiros.