Escolha as suas informações

A preços acessíveis, diz o Governo: Casas novas em Kirchberg
Luxemburgo 13.06.2015 Do nosso arquivo online

A preços acessíveis, diz o Governo: Casas novas em Kirchberg

A preços acessíveis, diz o Governo: Casas novas em Kirchberg

Luxemburgo 13.06.2015 Do nosso arquivo online

A preços acessíveis, diz o Governo: Casas novas em Kirchberg

O governo anunciou esta sexta-feira que quer reduzir em pelo menos 40% o preço por metro quadrado dos novos alojamentos, em Kirchberg. Actualmente, o metro quadrado ronda os € 7.150 euros, mas a ideia é fixá-lo nos € 4.200 por m².

O governo anunciou sexta-feira que quer reduzir em pelo menos 40% o preço por metro quadrado dos novos alojamentos, em Kirchberg. Actualmente, o metro quadrado ronda os € 7.150 euros, mas a ideia é fixá-lo nos € 4.200 por m².

O preço pode mesmo baixar para as pessoas que recebem um subsídio para a habitação. 

O Governo prevê para o Kirchberg três novos projectos que  já estão definidos. Em Kiem, a avenida Frieden vai acolher 820 unidades, das quais 50% vão ser construídos pela SNHBM (Société Nationale des Habitations à Bon Marché).

A vermelho, os novos apartamentos que vão ser construídos em Kirchberg.
A vermelho, os novos apartamentos que vão ser construídos em Kirchberg.
Foto: Gouvernement du Grand-Duché du Luxembourg

O resto da construção dos novos alojamentos vão ficar entregues ao Fundo de Urbanização do Kirchberg e vão ser vendidos no "mercado livre", mas destinam-se principalmente às pessoas que trabalhem na cidade do Luxemburgo.

Chegar aos 15 000 habitantes 

Há ainda dois outros novos projectos que vão disponibilizar mais 560 habitações em Reimerwee, e que vão estar disponíveis para venda ou aluguer em 2016. Em 2017 será a vez da parte Sul do "quartier Européen"  de receber mais 260 alojamentos. 

A SNHBM vai ser responsável pela construção de 50% dos novos projectos.

O Governo quer instalar em Kirchner mais 6500 habitações para além das 1400 que agora existem .



Notícias relacionadas

Governo aprova construção de 346 habitações sociais
O Governo luxemburguês aprovou a construção de 56 novos projetos de habitação social, orçados em 55,16 milhões de euros, que se traduzem num total de 346 casas ou apartamentos. Do total, 93 são para venda e 253 para arrendamento.
Opinião: EDITORIAL: Luxemburgo, quo vadis?
Luxemburgo, para onde vais? Que futuro está o actual Governo a desenhar com a sua vontade cega de poupar? Com certeza há muito por onde desbastar, mas o executivo decidiu começar por cortar nos rendimentos das famílias.
O primeiro-ministro Xavier Bettel critica tudo o que o CSV fez de errado nos últimos 10 anos, mas não diz que corta precisamente nos subsídios criados nos anos 70 pelos cristãos-sociais