Escolha as suas informações

220 pessoas multadas por violar recolher obrigatório
Luxemburgo 24.11.2020 Do nosso arquivo online

220 pessoas multadas por violar recolher obrigatório

220 pessoas multadas por violar recolher obrigatório

Foto: Pierre Matge / LW-Archiv
Luxemburgo 24.11.2020 Do nosso arquivo online

220 pessoas multadas por violar recolher obrigatório

Diana ALVES
Diana ALVES
Em vigor há cerca de um mês, o recolher obrigatório continua a gerar multas no Luxemburgo.

Segundo o relatório semanal da polícia sobre a fiscalização ao cumprimento das medidas anti-covid, 220 pessoas foram multadas na semana passada por estarem na rua após as 23:00 sem razão aparente.

Note-se que, para conter a pandemia, o Governo impôs um recolher obrigatório entre as 23:00 e as 06:00. Durante esse período, os cidadãos não podem sair de casa, salvo em situações excecionais como para ir trabalhar ou para receber cuidados médicos. 


Centro Hospitalar do Luxemburgo recorre à reserva de profissionais
O reforço de recursos humanos arrancou há duas semanas.

A medida, que deveria terminar no final deste mês, deverá ser prolongada até 15 de dezembro.O relatório da polícia, divulgado hoje, revela também que na última semana os agentes fizeram um total de 370 fiscalizações por todo o país, no âmbito da ‘lei covid’. 

No centro das operações estiveram o recolher obrigatório, as medidas em vigor em cafés e restaurantes e as regras dos ajuntamentos.Em 15 casos, foram instaurados autos ('procès verbaux', em francês) contra cafés e restaurantes que não respeitaram o horário de encerramento, por exemplo. 

Um dos episódios foi registado no sábado em Rumelange, onde um restaurante continuava aberto ao público à 01:20. Já em Diekirch, as autoridades interromperam uma festa privada, na noite de sábado para domingo, que violava as medidas sanitárias.

Recorde-se que os ajuntamentos de mais de 100 pessoas estão proibidos, sendo também obrigatório usar a máscara sempre que mais de quatro pessoas estejam juntas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas