Escolha as suas informações

2019 volta a ser ano de eleições no Luxemburgo
Luxemburgo 04.01.2019

2019 volta a ser ano de eleições no Luxemburgo

2019 volta a ser ano de eleições no Luxemburgo

Foto:Gerry Huberty
Luxemburgo 04.01.2019

2019 volta a ser ano de eleições no Luxemburgo

Os eleitores luxemburgueses e estrangeiros vão ser chamados às urnas duas vezes este ano. Em causa estão as eleições sociais de março e as europeias de maio.

Cinco meses depois das eleições legislativas luxemburgueses, o grão-ducado volta a organizar um ato eleitoral. As eleições sociais estão marcadas para 12 de março com o duplo objetivo de eleger, por um lado, os membros das delegações de pessoal no seio das empresas (com pelo menos 15 trabalhadores), e, por outro, os 60 elementos da Câmara dos Assalariados – um organismo de consulta do Governo sobre os direitos de trabalhadores e reformados.

No caso das delegações de pessoal, o escrutínio é realizado nas próprias empresas, ao passo que para a Câmara dos Assalariados os trabalhadores e os reformados recebem o boletim de voto em casa.

Às eleições sociais deste ano, concorrem nove organizações. Este ato eleitoral é considerado o mais democrático do país, já que abrange trabalhadores e reformados, residentes ou transfronteiriços, luxemburgueses ou estrangeiros.

Cumprido este dever cívico, os eleitores voltam a exercer o direito de voto no dia 26 de maio, desta vez nas europeias. Os Estados-membros da União Europeia (UE) elegem os seus deputados para o Parlamento Europeu. O Luxemburgo elege seis eurodeputados.

Recorde-se que os residentes que não têm nacionalidade luxemburguesa e que vão votar pela primeira vez nas europeias devem recensear-se na sua comuna de residência, o mais tardar, até às 17:00 do dia 28 de fevereiro.


Diana Alves / Manuela Pereira


Notícias relacionadas